Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Aula de ortografia

Hoje vou ser curta. E nem vou colocar imagem para ilustrar o que me vai no pensamento, se bem que uma imagem vale sempre mais que duas palavras, hoje opto apenas por estas.

 

Atão o senhori professori, que por acaso do terrível e fatídico destino, é Ministro da Educação vem a público dizer que quem dá 20 erros numa frase não pode ser professor? Isto para justificar o objectivo das provas de avaliação de conhecimentos dos professores!?

 

Quanto a isto eu tenho umas duvidas.

Então como é que se dá 20 erros, só numa frase, e se consegue tirar uma licenciatura seja no que for?

Que catano andaram os professores desses alunos dos 20 erros a fazer? Precisariam de óculos?

Que raio de Universidades temos nós onde alunos que dão 20 erros, SÓ NUMA FRASE, conseguem chegar ao fim de uma licenciatura e estão preparados para ser largados no mercado de trabalho?

Se o próprio Ministro não confia no ensino Universitário não estará aí o seu objecto de actuação?

E, já agora, quantos erros dará o senhor Ministro? É que tanto quanto sei o senhor tirou uma licenciatura por terras Lusitanas...

 

# vamos lá ver como sai o texto realizado no tablet... ando adaptar-me às tecnologias de ponta 😉

As fadas

fada.jpg

Numa semana em que se fez referência a contos de fadas lembrei-me do conto de fadas em que muitos acreditaram.

 

Existe uma fada Portuguesa com um nome estranho, dá pelo no nome de Passos Coelho. Prometeu com a sua varinha mágica diminuir os impostos e tantas outras coisas que já nem me lembro. Demos por nós a levar com a a varinha mágica no lombo e todas as promessas de um paraíso a desvanecerem-se.

 

Mas o povo Português acredita muito na magia.

Por exemplo, alguém ainda se lembra das empresas que se aproveitaram de dinheiros Europeus sem desenvolverem os projectos a que se candidataram?

Alguém se lembra daquelas pessoas que se viraram para a agricultura aproveitando-se dos fundos para investir nessa área e fizeram tudo menos fomentar o seu crescimento? O que cresceu foi o dinheiro nos seus bolsos...

Para não falar em economia paralela. Aquele café que tira 500 cafés por dia sem passar fatura e sem declarar o lucro. Aquelas pessoas que alugam quartos a estudantes sem passar fatura e nada de declararem o que ganham. Aquele mecânico que aqui há dias me fazia um preço para fatura e outro sem o fatura (para vossa informação pedi-a! Paguei mais mas ele tem que declarar. É um dever meu.)...

 

Isto que será mais do que acreditar em fadas?

Acha-se que isto mais cedo ou mais tarde não se paga?

 

A falta de cidadania paga-se! E muito caro! O problema é que pagam todos!

 

Porque é que este país não anda para a frente?

Porque se tem a mania que tudo cai do céu! Porque a galinha do vizinho é mais gorda que a minha e há que tentar sacar-lhe a comida. Porque vamos lá meter o nosso ao bolso sem ninguém saber. Porque vamos lá aproveitar-mo-nos dos compadrios. E tantas outras coisinhas simples que somadas dão um grande rolo! O grande rolo em que nos metemos!

 

Não minha gente. A culpa não é só dos nossos políticos. Que não são flores que se cheirem. A culpa é de todos! A culpa do povo português. E enquanto esse mesmo povo não tiver um pingo de educação cívica, união e sentido de justiça, as coisas continuarão como estão. Na cepa torta! Venha o raio do Governo que vier! Nem que tenha uma bela de uma varinha ela não funcionará!

 

Há dias para tudo

Gato triste.jpg

Ao que parece ontem foi o dia mais triste do ano.

Há iluminados para realizar estudos para tudo! E existe um psicólogo iluminado, o Sr. Dr. Cliff Arnall, que vive no País de Gales que chegou a essa conclusão.

 

Segundo ele, e isto depois de resolver uma dita complicada equação matemática (gostava que ele tornasse a equação do conhecimento público),  que analisava as dívidas realizadas no Natal e uma queda da motivação. A motivação está a cair porque já se passaram 19 dias desde o início do ano e a grande maioria das pessoas já percebeu que a sua lista de propostas para 2015 vai tomar o mesmo caminho que em 2014, e começam a sentir uma pressão para as realizar. A esses dou um conselho, não façam listas de resoluções, é que assim será menos uma tristeza para o tal dia mais triste do ano.

 

O interessante é que parece que na Grã-Bretanha o pessoal fica mesmo com a camoeca e não vão trabalhar! Há mais faltas ao trabalho neste dia!!!

 

Por mim foi um dia óptimo. Lamento dizer-lhe Sr. Psicólogo. O dinheiro continua pouco, a conta bancária ao fim do mês a mesma desgraça. Quanto a resoluções de ano novo não as faço. Portanto as tristezas são as mesmas. E, fora o facto de ter sido uma segunda feira, o dia foi de sol e boa disposição.

 

Já hoje, terça dia 20, só tenho encontrado gente mal humorada. Será o dia da má disposição e ninguém me avisou?

 

Façam lá um estudo ou enviem-me uma equação matemática. Mas das simples se faz favori que eu não sou boa com números!

A Juventude de hoje

escola.JPG

 

Existe uma frase que ouço pronunciar vezes sem conta, que é;

"A Educação começa em casa"

Não obstante eu ser a favor dessa máxima acho que a Escola também tem um papel fundamental na Educação devendo começar-se por dar o exemplo, e não tratando os jovens alunos como se fossem lixo, ou então como se fossem transparentes ou uma grande maçada. É que se não fossem os alunos não existiria futuro nem emprego para os maçados.

 

Por diversas vezes apreciei cenas tristes protagonizadas por auxiliares e alunos (e provavelmente também existirão com professores). E diz-me a experiência que o primeiro passo para se ser respeitado é respeitar. Com que audácia se exige respeito quando não se sabe o que é isso?

 

Também já não é a primeira vez que o meu jovem filho se queixa de acharem que ele é transparente. Por exemplo, quando vai à frutaria as senhoras passam-lhe à frente como se ele não existisse, e se não fosse a dona da frutaria ele ficaria para trás sem nada dizer.

 

Na sua escola também é habitual serem tratados com indiferença, ou até mesmo antipatia, por alguns funcionários. Ontem foi a gota de água na sua indignação. Ele tinha que se dirigir à secretaria para carimbar um papel, bateu à porta e esperou um pouco pela resposta que não veio... Abriu a porta à cautela, entrou e ninguém olhou para ele. Tudo continuou como se ele não estivesse ali! E como tudo estava de cabeça baixa ele não queria atrapalhar, isto a somar à fase da "vergonha/timidez" que o atormenta. Passado algum tempo (para ele infinito), sem que ninguém levantasse a cabeça dos papeis e olhasse para ele, lá sai a pergunta

"O que queres?"

"Queria carimbar este papel por favor"

Estendem a mão, SEM LEVANTAR A CABEÇA E SEM OLHAR para o jovem que tinham à frente, dizem,

"Dá cá"

O miúdo caminhou até à mão estendida, desprovida de olhos, corpo e alma, e muito menos educação e respeito. Vê-a carimbar o papel e estender-lho de volta.

"Obrigado" diz o jovem sem obter mais nada daquela mão.

 

Como é lógico ficou escandalizado com a atitude das funcionárias que nem um olhar e uma palavra mais agradável lhe dirigiram! Ficou ele e o colega que o acompanhou na aventura até à secretaria!

 

Como? Dizia ele, COMO podem atender uma pessoa sem olhar para ela? Já nem digo um sorriso. Nem que fosse amarelo. Mas sem olhar???!!!

 

Pois é meu filho, e como te explicar que para aqueles funcionários tu nem és pessoa?

Acham que não devem respeito a fedelhos! E eles é que acabam por se transformar em fedelhos e fedelhas!

 

Voltem a dizer-me a frase "A juventude de hoje..." com ar depreciativo que me salta a tampa! Juro que salta!

 

 

Há dias.....

Há dias que parecem noites de tão cinzentos que estão. E não falo das condições meteorológicas. Penso que às vezes o cinzento está na cabeça das pessoas e por mais que queiramos afastar as nuvens acabamos por ser influenciados por maus tempos alheios.

 

Felizmente há sempre algo que nos trás um pequeno arco íris ao dia.

Hoje foi esta música que dava no rádio do carro de regresso a casa.

 Uma bela junção!

Ainda e sempre

leço negro.jpegDepois de 20 mortos confirmados e muitos feridos França diz suspirar de alívio

Mas depois do que li no facebook no mural no humorista Nuno Markl e que me foi dado a conhecer pelo blogue Desabafos Agridoces e o que li nos comentários aos posts do O que é o Jantar, onde em ambos os locais parece se tentar justificar o injustificável destas atitudes terroristas, me deixa profundamente assustada, alarmada e sem vontade de suspirar de alívio.

 

Há quem diga que  "se assanha cães raivosos é isto que acontece". Numa sugestão de que devemos é estar quietinhos quando há quem mostre os dentes. Outros ainda afirmam que "quem semeia ventos colhe tempestades" e ainda há quem afirme "se as armas matam os lápis também o fazem" (juro que li isto!). Isto só para dizer uma muito pequena amostra do que li.

 

Vou usar o nome de Deus em vão, que também se diz que nao se pode fazer. Mas tem que ser, perdoE-me.

Meus Deus!!! Como se pode dizer tanta tolice sem se pensar!?

 

Existia quem gostasse do Jornal e das suas caricaturas, quem não gostasse que não comprasse. Isso é não interferir com a liberdade alheia. Não é sugerir que se feche um Jornal, ou se mate tudo a eito,  porque faz caricaturas que falam sobre a religião e que isso é interferir com a liberdade de quem é religioso.

Ó malta! Mas em que é que os cartoonistas impedem os religiosos de o serem?!?

Onde está o lápis que mata?

 

Mais uma vez, só compra o Jornal quem quer! Isso é ter liberdade! Isso é não interferir com a liberdade alheia. Quem se sente ofendido talvez não esteja assim tão seguro do que a sua crença realmente representa. Estarei errada?

 

Serem desrespeitosos. Mais uma vez. Não comparassem o Jornal, não vissem as caricaturas. Só se sente desrespeitado quem quer! O respeito não está nos olhos dos outros mas nos nossos! Se alguém não respeitar a minha crença isso não é problema meu se não interferir com a minha liberdade de acreditar! Eu sou livre de acreditar e os outros de gozar, se isso os faz felizes e satisfeitos problema deles, não meu.

 

A liberdade é o que dá beleza a este mundo. Se começarmos a tapar tudo o que se goza, o que faz rir, talvez o medo ande a ser o pano que tapa. O medo de que quem goza, quem se ri pode ter alguma razão no seu gozo e no seu riso.... não será?

 

E alguns Jornais não publicam as caricaturas de Clarlie Hebdo. Como os compreendo. Todos têm direito ao medo, assim como há quem tenha direito à coragem! Não se mate a coragem!

 

 

 

 

 

Atentado à liberdade

caneta.jpg

O mundo assistiu mais uma vez a um atentado terrorista.

Mais uma vez se tenta oprimir a liberdade através do medo.

 

O fundamentalismo, o extremismo, a barbárie à solta!

 

Que dizer?

Apenas deixar as palavras do momento e que juntam quem escreve, quem se expõe de alguma forma e que nos une hoje.

 

JE SUIS CHARLIE

 

 

 

 

 

Peso e altura a nascer

CEGONHA.jpg

Certamente já receberam uma mensagem no vosso telemóvel a dizer:

"Nasceu! Mede: 49 cm e pesa 3,290 Kg"

 

Como a maior parte de vós sabe já fui mãe. Não fui eu que enviei SMS, e nem o faria! Telefonei quando pude às minhas amigas. E o meu mais que tudo não é pessoa para enviar esse tipo de mensagem. É mais de telefonar e responder à questões que lhe são colocadas pessoa a pessoa. Obviamente não deveria ter deixado de dizer precisamente o peso e a altura. Mas alguém  me explica qual a fixação pelo peso e a altura?!?

 

É que por acaso nunca foi uma questão que achasse importante a perguntar. Preocupo-me mais em saber se está tudo bem com a mãe e o bebé e se alguém precisa de ajuda. Se é gordo, magro, alto ou baixo é coisa de somenos importância para mim.

 

A menos que o filho fosse meu, tivesse mais que 4 kg, medisse mais que 51 cm e me quisessem fazer um parto natural, é que isso me interessaria.

 

Ok... não dispõem de mais informação para poder dizer-me. Não me podem dizer se é rabugento, se faz muitas birras, se é simpático ou pouco falador, e dizem o que têm à disposição. Mas que faço eu com a informação do peso e da altura?

 

Poderão agora retorquir dizendo que dá para oferecer uma roupinha. Mas não. Nem para isso serve! Quem quer oferecer roupa de forma inteligente, compra já para os 9 meses. À velocidade que ele crescem é a melhor aposta.

 

Mas mais estranho ainda são aquelas SMS que dizem:

"Olá eu sou a Maria (ou Manuel) e nasci com 49 cm e peso 3,290 Kg!"

 

O que penso?

Realmente estes miúdos já nascem a saber tudo! Até SMS já sabem enviar!!

 

A mim, quando o meu filho nasceu, preocupei-me em ver se tinha orelhas de abano! Era a questão mais importante no momento. Já que se para uma menina, que as pode tapar com o cabelo, isso foi razão para sofrer de bullying para um menino a coisa seria mais difícil. Não tinha. Estava bem e não tinha nenhum problema. Porreiro! Durante muito tempo eu não sabia exactamente com quantos quilos ele tinha nascido, era informação para me fazer pensar demais depois de ter um parto bem natural sem nenhuma epidural, tão na moda. Mas soube logo que não foram os tais 4 kg. Ufa!

Quê? 2015?!?

A malta tem-me dito que 2015 já está por cá há pelo menos 3 dias!!!!

É que com tanto espirro, tosse, assoadela e fungadela cá em casa ninguém percebeu que houve para aqui uma troca de ano! Qual a hipótese de estarmos os três com gripe ao mesmo tempo? Não acertamos nós no euro milhões catano!

 

Também, e  o que há para perceber?

Continua tudo igualinho. Menos o meu dariz que está cada vez mais bermelho e antupido!

Isso e a falta de coisas interessantes para postar... tudo igual....

nariztapado.jpg

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D