Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Mudam-se os tempos e as vontades...

crescer.png

 

É tão interessante verificar como os nossos filhos são plenos de mudanças...

 

Em criança, a conversa era:

- Filho vai tomar banho, por favor!

- Não quero, não quero e não quero!

Após alguma luta para o enfiar na banheira , mudava para:

- Filho já chega de banho! Toca a sair da banheira!

- Não quero, não quero e não quero!

Agora, em adolescente , e relativamente ao banho, a conversa é:

- Filho, olha a água a correr que já deve estar mais que quente! Entra de uma vez na banheira!!!

Passadas 1hora e 30….

- Filho ainda não saíste da banheira??!!!!!!!

 

Em criança:

- Come filho!...

Em adolescente:

- Outra vez a comer?!

 

Em criança:

- Filho tens mesmo que experimentar estas calças e esta camisola para ver se serve (isto comigo a correr atrás dele à volta da loja)

Em adolescente

- Mãe só mais uma calça e uma camisola para eu experimentar! Pode? Por favor…. (isto comigo sentada em tudo que é lugar “sentável” e fartinha de ver roupa para ele)

 

Em criança:

- Mãe deixa-me ajudar-te na cozinha! (isto dito todo feliz porque já era grande e podia ajudar)

Em adolescente:

- Ó mãe também estás sempre a precisar de ajuda!!! (isto dito com a cara mais desgraça do mundo!!! Como se pedir ajuda fosse o mesmo que pedir-lhe para ir de joelhos dar a volta à cidade)

 

Em criança, chega a casa:

- Então filho como te correu o dia?

- Blá…blá….blá… blá….blá… blá….blá… blá….blá… blá….blá… blá….blá… (entenda-se por “blá” todo o género de coisas possíveis e imaginadas!!)

Hoje, em adolescente, chega a casa:

- Então filho como te correu o dia?

- É… ( e eu que adivinhe o que quer dizer o “é” e as reticências!)

 


Em criança:

- Mãe e pai querem brincar comigo?

Em adolescente:

- Mãe e pai quando saem para eu ficar com a noite/tarde/manhã só para mim?

 

 

Força aí mães de adolescentes! Choremos nos ombros umas das outras...

 

 

 

Tão somente finjo

ampulheta.jpgPintura de Gustavo Fernandes

 

 

Finjo que o tempo não existe. Gosto de o fazer. Neste mundo viciado nas horas, no passar do tempo, no corre para chegares primeiro, melhor e mais depressa, sabe bem  imaginar que ele pára de andar. Fantasiar que ele estagna por momentos que não correm

 

Por isso, e para me ajudar a fingir melhor, não uso relógio há muito tempo. Algo muito estranho para a grande maioria das pessoas. O engraçado é que deixei de correr e ando mais a "tempo"!! Um caso de estudo certamente.

 

Bom domingo, seja com sol, chuva ou até neve

 

PS- Vês do que me lembras caro José da xã? Nunca tinha falado sobre esta minha particularidade por aqui!

 

 

 

Preciso que venhas morte

eutanasia1.jpg

 

Devo ser das poucas pessoas que ainda não emitiu opinião sobre um tema polémico como a Eutanásia. Polémico, ou talvez não.

 

Para mim a solução é mais que simples, sou plenamente a favor da aprovação da lei.

 

Não quer dizer que não luto e lutarei pela vida vivida, pela dignidade e, claro, pela liberdade de decisão.

 

Decidir a favor da eutanásia não quer dizer que os profissionais de saúde vão desatar a eutanasiar pessoas sempre que elas digam "quero morrer". Óbvio que não! Nenhum profissional, a menos que seja um serial killer, e para isso não necessita da aprovação da lei, o fará de animo leve. Sempre existirá uma luta pela vida! Mas a eutanásia dará a liberdade a cada um, de poder escolher quando não quer sofrer mais, quando quer acabar com a falta de dignidade que sente em si. A escolha será única, e obviamente, bem acompanhada.

 

Não posso ser contra essa decisão individual e a aprovação dessa lei quando já vi o sofrimento espelhado em cada poro de um ser humano. Quando os seus olhos pediam um fim.

 

Se eu seria capaz de lhes trazer esse fim pretendido? Eu talvez não. Existe para os profissionais de saúde o que se chama de "objecção de consciência". Eu não sou corajosa. Mas há quem tenha essa coragem e que saiba que um bem maior está em jogo e o porá acima de si. Isto para vos dizer, que não será obrigatório a execução da lei só porque ela existe!

 

Mais pergunto. Se com os nossos animais de estimação lhe  acabamos com o sofrimento, eutanasiando, dando dignidade no fim da vida. Porque é que o ser humano não tem direito a ter essa dignidade? Aliás, no caso humano até será da sua exclusiva decisão! Não serão outros a decidir por si.

 

Obviamente a eutanásia não implica que não se cuide, que não se lute pelos cuidados paliativos e por dar alguma dignidade a quem decide continuar apesar de tudo. 

 

Ouço muitas vezes dizer que existe medicação para aliviar o sofrimento. Desenganem-se. Não há medicação alguma que não tenha um limite de dosagem! E ao chegar a esse limite o sofrimento continua lá, estampado! E quem somos nós para mensurar o sofrimento e dizer "aguenta"! É assim...

 

A dignidade da vida vivida, e esse presente, já lhes foi tirado não lhes tiremos também o direito de decidir o fim.

 

 

 

 

Fila ou não fila

fila-banco.png

Descobri que tenho um ligeiro (grave) problema com a escolha das filas de espera.

 

1 - Ou escolho a que tem menos gente, mas anda mais devagar

 

2 - Ou na fila em que me encontro atrás de mim está alguém com a pressa toda e acha que atravessa pessoas se as empurrar.

 

3 -  Ou o indivíduo que está a minha frente não sabe o que é água e sabão e esqueceu o seu banho anual

 

4 - Ou está toda a gente dividida por várias filas, vem alguém (dos que mandam alguma coisa) e diz "Façam fila única, por favor", e aí calha-me invariavelmente dos últimos lugares! Isto depois de estar horassss à espera.

 

5 - Ou até a fila anda bem, a pessoa à frente é cheirosa, a de trás não empurra, e corre tudo bem até à altura em que chego ao atendimento e dizem, "Ohh! Não é aqui é naquele guiché ao lado!", vou a olhar e vejo um raio de uma fila de quilómetros... que ainda por cima tem um tipo que cheira mal, um que empurra e anda desesperadamente devagar! Ninguém merece!!!

 

Raios partam as filas!!!

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D