Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Aprender a voar

ninho-vazio.jpg

 As férias escolares começaram e com elas iniciaram também as ausências de casa. Entre uns, "mãe vou à piscina", "...ou ao rio", "vamos dar uma volta", " A malta vai ao cinema", "ao concerto X,Y ou Z", ver isto ou aquilo, entre essas coisas todas é raro colocar a vista em cima do jovem da família!

 

Mas eu sei o que isto é!

Isto é a preparação para o bater de asas e abalar, deixando o ninho vazio...

No entanto, se pensam que eu vou-me habituar estão muito enganados!!!

 

 

Tapem os ouvidos!!!!

música má.jpgImagem retirada daqui

 

 

O mundo está definitivamente perdido!!

Acabo de ouvir nas notícias que um raio de uma música, sim, raio mesmo! Para não dizer pior! Essa bodega com a letra de "Alez Portugal Allez...on va ganhez", e por aí vai numa salgalhada de portu-francês acompanhada de batida eletrónica , tem sido um sucesso????!!!

 

Malta, estão com os neurónios avariados???

Caramba!

Quer se dizer que se eu for cantar uma trampa qualquer para o Youtube também terei 89 mil visualizações??? Embora o jornalista da SIC  tivesse dito que era 10 milhões

Ah! E livrem-se de eu colocar aqui a ligação!!! Não quero sujar aqui o post!

 

 

Nada fazer

garfield.jpg

 Há quem reze para ter um pouco menos de trabalho no emprego, mas ainda há quem faça o contrário!

Agora uma das estratégias para fazer um funcionário demitir-se, para assim não pagar indemnização, não é dar-lhe muito trabalho, mas sim não lhe dar nada!!! Nadica de nada. Já se imaginaram a não ter nada para fazer???!!

 

Uma empresa teve foi azar, porque foi processada por não dar nada que fazer ao seu "colaborador", palavra na moda agora... Um Francês processou a empresa precisamente por esse motivo. A notícia aqui

Religião ou política

 

 

Religião-e-Sociedade-1.jpg

 Há uma regra muito simples para evitar grandes discussões ou chatices. Essa regra é tratar de evitar certos assuntos polémicos. Ora a polémica estala, quando há divergências de opinião, quando falamos temas relacionados com política ou religião.

 

Normalmente quando se discutem esses temas, quer no meu local de trabalho, ou com pessoas que não tenho à vontade, tento estar mais no papel de observadora e calo-me. Posso emitir uma ou outra opinião, mas sempre suavemente sem “armar muita onda”.

Primeiro porque sei perfeitamente o grupo onde estou inserida e ser a ave rara do local não é uma posição fácil e simpática. Depois, porque há malta que por muitos argumentos que dês nunca vai entender o que se lhe fala! Como se da nossa boca saíssem uns hieróglifos incompreensíveis!

 

Ora, aqui há uns dias quebrei a minha regra de “evitar discutir política e religião”. Isto porque questionaram de forma muito direta;

O teu filho nunca foi à catequese!!!? Porquê?

 

 

A minha resposta foi simples e que me veio à cabeça, "Porque não sou católica!". Arrependi-me mal olhei para as caras em choque à minha frente! Poderia ter respondido, “Porque não!”, e a maioria pensava que o meu filho não foi à catequese porque me ocupava os sábados todos, como acontece a muitos quando os filhos deixam de ir... Nesses casos já não há muita força de vontade para cumprir a religião. Fazem a primeira comunhão, porque essa tem mesmo que ser, e pronto.

 

Mas disse a verdade, e essa mesma verdade choca muita gente. Quando expliquei que não sou católica porque a mim é que me choca uma religião cujos ensinamentos são baseados no pecado, na dor, no sofrimento e na aquisição de pontos para a entrada no paraíso. E que não posso gostar de um Deus assim! Que para mim Deus não é isso.

 

Continua a inquisição. Perdão, o inquérito.

 

- Mas afinal que religião tens?

 

- Nenhuma.

 

- Oh! Estás a brincar, és católica só que não praticante.

 

- Não. Não sou católica. Ponto. Isso quando de se ser católico e não praticar os fundamentos da religião a que se pertence é algo estranho... mas adiante.

 

- Não pode ser!!! Mas não acreditas em nada? Não Sentes nada?

 

Explicar que para viver a minha espiritualidade, ou senti-la, não preciso de ter religião, é algo que não é aceite nas cabeças da maioria!

 

A meu ver a religião controla demasiado as cabeças, limita visões e prende o espírito.

Respeito (fanáticos à parte, como é lógico) todas as religiões, e se cada um se sente bem com a que tem ótimo. Eu não me senti bem na religião católica, para a qual fui educada, como a gigantesca maioria dos descendentes de portugueses. O problema é que a maneira como me educaram, nessa mesma religião, não me aproximou dela e teve, sim, o condão, de me afastar.

 

Reger-me por princípios morais não quer dizer que estes tenham que advir de alguma religião, e se não os seguir estou a pecar. Quer dizer que os princípios morais deveriam ser unânimes independentemente das religiões.

 

Mas a tolerância para com outras crenças é um pouco diminuta.

 

E assim foi... agora imaginem se me ponho a falar das minhas ideias políticas num local geográfico onde o PSD impera? Era a morte!

 

Mula o que te trouxe o carteiro?

mulacasório.jpg

 

Neste bairro blogosférico encontramos gente que é espectacular e com a qual nos identificamos, com quem partilhamos o nosso dia e um pouco de nós. Pessoas que nos dão um pouco de si também e nos fazem aprender, mudar de opiniões, rir, até chorar e sobretudo com que criamos laços.

 

Este bairro une-se para apoiar a nossa "Mula"  e na sua nova etapa, não que um papel vá mudar alguma coisa, apenas é um momento em que se partilha uma união com outros, e  se faz disso um dia diferente. Para ti, e pensando nesse dia diferente, um grande e enorme beijinho. E que esse dia senha o primeiro de muitos com sorrisos! E as lágrimas que vierem que sejam para vos fortalecer e unir ainda mais!

 

Paciência e chame-me mãezinha

 

 

Quem diz para ter paciência sou eu... a mim própria, claro, para tentar perceber como é que alguém leva a sério o que esta senhora diz, disse ou vai dizer!!!

 

 

Eu, com a minha inexistente experiência em cartomante, digo a esta senhora, contratada pela SIC para dizer baboseiras, que ao lançar-lhe as cartas lhe saiu;

-"Caveira risonha", o que significa, sem dúvida, que ela terá futuro assegurado na comédia. Sim, tudo o que ela diz só levando a rir.

- "O Enforcado sem boca", este permite  dar-lhe como conselho que se cale e vaze dali enquanto é tempo

- "A florista mal-disposta", significa que irá ser perseguida pelas redes sociais. Mas não ligue e tenha paciência, aguente tudo estoicamente, não faça como o José Cid que fugiu a sete pés (não resisti a esta ).

 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D