Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

As minhas poupanças a minha esperada viagem... onde?

Já deu para perceber que estive de férias, regressadinha de fresco, resolvi contar a minha viagem, porque todas as viagens merecem ser contadas e porque adorei o local para onde fui.

Começando a história da viagem desde a sua nascença...

 

Ponto um - resolver a questão

Onde ir nestas férias?

Hummm... poupamos dinheirito, introduzido metodicamente na ranhura de um porquinho de barro (para não existir tentação), moedinhas de 1 e 2 euros e alguém, visitantes assíduos cá de casa, nos presenteou com algumas notinhas. Dois anos (mais coisa, menos coisa) que andamos a encher o porquinho e este foi o resultado,

Contas feitas é o suficiente para irmos relaxar, merecidamente diga-se de passagem, a um local diferente! Podemos não ir muitos dias, o porquinho não era grande, mas já dá para uma semanita.

 

Como bons portugueses (ou pessoas demasiado ocupadas) deixamos esta decisão mesmo para a última.

Queríamos ir até aos Açores mas a viagem ficava demasiado cara para as nossas poupanças... depois de alguma pesquisa na net e sem chegarmos a nenhuma conclusão, e a uns dias de precisarmos MESMO decidir o que fazer, achamos melhor recorrer a uma agência de viagens e ver as promoções de última hora. O que nos calhava de promoção na rifa era - LANZAROTE -

 

A mim o destino fascinava-me, afinal ia sair para um local diferente e que melhor local que uma ilha para quem gosta tanto de mar.  Além disso pelo que tinha lido a paisagem era totalmente diferente do que estávamos habituados. Depois da conferencia de família o destino estava finalmente escolhido!!

 

Iríamos a Lanzarote, tentar desfrutar ao máximo os nossos dias... eu irei tentar fazer jus a esta ilha e ao que vi dela nos próximos artigos, sabendo que nunca o conseguirei. Primeiro porque a minha máquina fotográfica não é das melhores (era um bom desafio para o Jorge, a Manu ou a Flor), segundo porque uma fotografia não consegue captar toda a essência daquela mística ilha.

 

 

20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D