Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Abraços, beijinhos e palmadas.

Imagem daqui

 

Não vou falar da miúda que abraçou o polícia e muito menos de práticas sádico-masoquistas. Vou antes divagar sobre algo que tenho apreciado, e que se vasculhar por aí já deveria ter dado algum estudo sociológico ou psicológico. Daqueles estudos que o cidadão mais atento consegue fazer mas que não se decide a pô-lo no papel, são estudos da vida, estudos de observação.

 

E o que tenho observado é  forma como os seres do sexo masculino se cumprimentam, e reparo que o grau de aproximação que mantém no cumprimento é relativamente proporcional ao sentimento que nutrem pela pessoa cumprimentada. Se estamos a falar de tipos que se conhecem casualmente surge um aperto de mão, simples, conciso e curto.

 

Se, entretanto, já foram tomar um café e já se viram mais uma vez ou duas, além do aperto de mão, mais demorado, à despedida surge também uma palmada no braço.

 

Entretanto a relação de amizade evolui, e os apertos de mão são demorados e a palmada passa do braço para as costas! E aqui falo de uma palmada "à macho!" que no mundo feminino pode ser interpretado como "murraça valente". E é nestas horas que eu dou graças por não ser homem e a andar à porrada disfarçada e consensualmente. É por isso que as brincadeiras dos rapazes é "andar à porrada" é uma preparação para o cumprimento masculino.

Também anadam à porrada à séria, mas essa não é consentida e não entra no âmbito deste estudo.

 

Falando de amigos de infância, e que se vêm de longe a longe, além de um olhar demorado, a mirar-se como que a medir a força, aperto de mão forte e demorado, a seguir vem um GRANDE ABRAÇO, daqueles de deixar mossa!!

 

Livra! Que ser homem deve ser difícil! Agora já percebo o porquê das dores nas costas ao fim do dia!!!

 

Eu tento compreender a grandiosidade da força masculina adaptada ao cumprimento, mas os homens são definitivamente de Marte!

 

Os beijinhos são só para difarçar, que entre homens só amigos não há cá dessas coisas!!!

 

 

20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D