Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

"A Raposa e a Cegonha" Fábula versão à Golimix

Um dia a raposa convidou a cegonha para jantar, contou-lhe muitas histórias nesse jantar, muitas e bonitas histórias, que a levou a cegonha a pensar que a raposa era uma boa amiga e resolveu por uma cruz na fotografia da raposa na lista das boas amigas. Há cegonhas assim, que se esquecem que uma raposa, nem que tenha uma gravata e esteja com falas mansas não deixa de ser uma raposa e deixam levar-se por lindas palavras e promessas vãs...

 

E na continuação do jantar a cegonha percebeu isso. Quando finalmente a comida foi servida ela percebeu que afinal esta era servida num prato! Onde ela, cegonha e com bico, não conseguia comer. Raio da raposa, que se fartou de comer! E num prato todo lindo! E tinha a coragem de interrogar a cegonha - Porque não comes cara amiga? - e punha um ar preocupado. Mas se a raposa se fosse uma boa e atenta amiga saberia que a cegonha com um bico não poderia comer de um prato.

 

Cheia de fome, triste e desalentada a cegonha saiu da casa da raposa a pensar no que a raposa lhe tinha feito. Como foi ela capaz de a deixar assim? Cheia de fome? Triste e desiludida?

O que fazer agora? Estava nas suas mãos fazer ver à raposa que a atitude dela não era digna de uma amiga! Estava nas suas mãos que ela, a raposa matreira, percebesse que não era este o caminho mais correcto! Andar a servir comida em pratos de onde só alguns podem comer!

 

Convidá-la para sua casa e servir-lhe a comida num jarro seria uma ideia brilhante! Assim a raposa nem lá chegaria com a língua e seria ela a ficar com fome desta vez! Embora as raposas, matreiras como são, arranjem sempre maneira de comer em pratos lindos. Mas não custa nada tentar, pelo menos durante uma noite vou-me fartar de a gozar! E até pode ser que a noite virem dias se todas as cegonhas se todas as pereceberem o quando são matreiras as raposas!!! E que se lembrem que o prato está na mesa de quem sabe servir!

 

Pois é Sr. Miguel Macedo, Portugal, é como diz, um país de muitas cigarras e poucas formigas é também de muitas raposas e mais cegonhas ainda! Resta saber é de que lado está cada animal...

15 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D