Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

A minha bolinha de cristal

Imagem retirada daqui

 

Se fosse a Maya tirava as cartas, mas já consultei a minha bola de cristal inexistente, e já dei volta à mioleira, que não é a de um economista, nem politólogo, mas as conclusões a que chego são sempre as mesmas… E se eu fosse um a bruxinha pegava na vassoura e até voava para bem longe!

 

Vamos ter pela frente tempos difíceis! Muito duros. Tão duros que as camas de faquires vão parecer fofas aos nossos olhares.

 

Mas eu revelo o que vi na bolinha de cristal.

 

Este Governo não se vai demitir, já provou que está ali de pedra e cal, e aliás, diga-se de passagem, foi escolhido, votado há cerca de um ano, para ali estar, tudo bem que as promessas foram vãs, mas quem mandou acreditar? (E como até acabaram com a TSU, agora respira-se de alívio.)

Continuando… a bolinha diz que eles não se demitem, o nosso PR nada vai fazer, e não se iludam com isso, é do mesmo partido e não está para estragar a reforma. Não vai existir golpe de Estado e o povo… bem o povo é o povo! Tanto faz que se saibam das falcatruas como os dinheiros mal gastos, o povo é o povo! Que tem que piar fino uma vez que os escolheu para estar ali, a estes e aos outros!

 

E antes de eleições darão uma ou outra benesse, intitulam-se de “salvadores”, mesmo que atrás deles haja um rasto de famílias, economia, um pais desfeito e esmigalhado. Mesmo assim serão salvadores. E como as pessoas têm memória curta hão-de votar neles outra vez.

E tal como me disseram hoje, não há volta a dar! Não há hipótese de renegociar a dívida e se não fosse a Troika e o FMI nós já não recebíamos há muito tempo. As manifestações é só para aliviar a garganta, de nada servem, é só palhaçada e folclore, e as greves é para nos tirarem mais dinheiro do bolso. Isto é o que se pensa.

 

Não sei se há outra volta a dar, provavelmente até não. Mas sei que as injustiças existem e é contra elas que eu falo, que eu luto, sem ninguém me dar ouvidos é certo, mas tenho a minha consciência tranquila. Porque eu sou contra estes engravatados que acham que a democracia é comprarem carros de alta cilindrada com dinheiro do povo! Contra estes anormais que usaram e abusaram do dinheiro público, e que agora estão no bem bom, e onde deveriam estar?

Sou contra as pazadas de dinheiro fornecidas a bancos que se meteram em alhadas e sabem que há quem os safe a seguir. Contra as injustiças sociais. Contra estes políticos que fazem desfazem e voltam a fazer e saem impunes, porque não há quem os faça pagar! Não há quem os faça ver que a impunidade não existe. Sou contra as barrigas cheias a custa de outrém.

 

E onde vamos parar?

Onde sempre estivemos, na cepa torta! E nem é preciso bolinha de cristal para ver que isto não tem pernas para andar…

 

E eu já nem tenho forças para tentar porque sei que o meu tento não vai conseguir fazer nada! Nada além de mandar uns bitates no meu blogue e dizer e fazer o que penso na altura certa. Mas somos poucos. E fôramos mais e os meninos que se sentam nas cadeirinhas do Governo pensariam duas vezes antes de nos lixarem a todo o custo! Antes de pensarem só nas suas barriginhas e nas próximas eleições! Antes de se porem a de se porem a ajudarem BPNs e outros que tais.





15 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D