Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Crominhos da Linuxa

 

A menina cá do sítio com 17 anos

 

Não sou nada dada a saudosismos e melancolias. Gosto mais da forma como sou hoje do que era nos meus tempos de juventude. Mas há coisas das quais me lembro com um inevitável sorriso. Hoje, depois de muito Zaping (acho que também se poderá aplicar aqui) pelas mais variadas estações de rádio, onde até melodias sobre flora intestinal ouvi... juro! Parei numa estação, a M80. Basicamente transmitia música anos 80. Uma época da qual definitivamente não tenho saudades, a minha adolescência não foi nada fácil. Mas parece-me que sentíamos as coisas de uma forma, talvez, mais intensa.

 

Lembro-me dos desenhos animados, mais lamechas, é verdade, mas com menos pancadaria e seres mutantes marados! Além disso as vozes não eram tão histéricas. Eu juro que os meus neurónios já entram em colapso cada vez que o viciado daqui no canal Disney liga a TV. O principal requisito para se fazer uma dobragem por ali deve estar relacionado com a dose de decibéis e histeria que se consegue colocar numa frase.

 

Tenho saudades do "Bell e Sebastião", da  "As Misteriosas Cidade do Ouro", do "Tom Sawyer", da "Ana dos Cabelos Ruivos", ... e para verem como estou mal até da Heidi e do Marco tenho saudades!! Que era do mais deprimente que havia!!

 

No entanto em termos musicais admito que as músicas consideradas mais "Top" não eram, e não são, as minhas preferidas. Exceptuado os magníficos Queen, os U2 e os Pink Floyd. A grande parte das vezes que ouço alguma melodia daqueles anos 80 acho-a deprimente, então as ditas "românticas" fazem-me mudar de estação a toda a velocidade.

 

Mas lembro-me daquela primeira música que me deu o primeiro "Slow", género muito apreciado entre os jovens da altura! Acho que agora já não apreciam tanto estes fugazes momentos já que o toque corporal está mais do que vulgarizado. É um toca ali e aqui que, até a mim, causa impressão. Mas nos meus finais de 80 era a única forma de abraçar "aquele que gostava", que pertencia aos meus sonhos, e mais tarde, alguns tempos mais tarde à minha realidade. Esse momento, e essa música, apesar de poderem achar deprimente e nada cool, é o meu doce crominho de hoje.

 

 

 

Agora deixo-vos a tentar pensar num crominho vosso.

 

35 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D