Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Como é que o céu nos pode cair em cima da cabeça?

 

É extraordinário como me tenho lembrado da célebre expressão dos meus amigos que tantas gargalhadas e momentos divertidos me proporcionaram, Astérix e Obélix, que homenageei entrando para a Blogosfera com o meu nome “Golimix”. Este espaço virtual que nada mais é que uma pequena aldeia intrépida que vai resistindo hoje e sempre ao FaceCoiso e ao Twitecoiso e a outros coisos que virão.

 

“Que o céu não nos caia na cabeça!”, parecendo vulgar esta expressão tem muito que se lhe diga, e há de facto alturas em que o céu se atirou sem para quedas e se estatelou em cheio no nosso escalpe!! O céu todo pode não ter caído mas garanto que uma nuvem negra raspou por aqui bem certeira e a toda a velocidade!

 

E na tentativa de não perder o espírito positivo, a calma que entretanto se aprende a ganhar, o bom humor, … Eh, pá! É que chega a alturas tantas que tocando no braço se percebe que não se é de ferro… nessa tentativa, onde muitas vezes o real a faz parecer vã e diminuta, vamos passando os dias e esperando que amanhã não haja mais um pedaço de céu que se descole e caia vertiginosamente na direcção de onde nós começamos, isto se não estivermos a fazer o pino, é claro.

 

É necessário, nestas alturas de desabamento da abóbada celestial, um certo poder de encaixe que muitas vezes não se sabe bem onde encontrar. Proponho que comecem a fazer parte da época de saldos já que é premente a sua necessidade de distribuição à população em geral e a mim em particular.

 

Ter guardado no sapatinho, mesmo para o dia de Natal, o internamento hospitalar de urgência,e que ainda se mantém, dos dois progenitores não é pêra doce. Aliás, e a bem dizer, não é doce nem fruta nenhuma! Espero que para 2014 haja mais fruta e mais doce... É que nos entretantos parece que o Murphy resolveu dar de caras outra vez!

 

Apesar de saber de antemão que não existirão melhorias, em um dos casos, é difícil perceber até onde o ser humano pode suportar? Até onde conseguimos ver aquele que nos criou deixar-se ir mesmo mantendo a parte do corpo, embora este já esteja envelhecido.

 

 


Imagem retirada da net, obrigada a quem as disponibilizou

47 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D