Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Perseguição

Olho para os lados. Até tenho medo de escrever não vá ele fazer das suas... pingas de suor escorrem-me pela testa de cada vez que clico em "enviar" após ter escrito algo. Claro que poderia revê-lo, mas a correria dos dias é outra que não me deixa em paz!!!

 

Tortura-me, deixa-me envergonhada à frente de conhecidos e, pior ainda, de desconhecidos!

 

O que fazer?

Tenho para mim que o corretor ortográfico do meu telemóvel me persegue. Gostava de saber onde me dirijo para apresentar queixa contra o filho da mãe!?!

 

 

 

Doraemon no dentista

doraemon 2.gif

 

A imagem acima é o Doraemon,  um desenho animado que via com o meu filho quando este era pequeno. Era um extraterrestre que albergava os objectos mais inusitados no seu bolso da frente. O segredo é que quando ele começava a retirar coisas aquilo parecia ser um poço sem fundo!!!

 

E porque me lembrei eu do Doraemon no dentista???!

 

Estou eu boa aberta e a dentista, que felizmente é caladinha, e começo a ver que tenho uma canula dobrada no canto da boca, mais o espelho, mais um rolo de algodão entre os dentes e a bochecha, mais o aspirador, que outra funcionária metia lá dentro, mais as mãos da dentista e outros objectos estranhíssimos!!! Alturas tantas a funcionária enfia lá os dedos e coloca mais uma compressa!!!! Nunca pensei que se conseguisse introduzir tanta coisa numa boquinha pequena!!!

 

E pensei que eu era como o Doraemon.... Mas ao contrário, em vez de sair, entravam coisas de nome estranho.

Há dias....

 

coelhoazar.jpeg

 

Ontem foi um daqueles dias género “sexta feira treze” que se disfarçou de quinta 23.  Tudo me corria ao contrário.

 

Tinha tirado horas do trabalho para tratar de uns assuntos importante. Quando vou a sair de casa, e logo para começo, percebo que me faltava um documento que tinha gravado no computador do serviço. Como tal, a moça aqui teve que  ir ao serviço buscar o tal documento. Digamos que foram uns 20 minutos ao ar. Menos mal.

 

Marquei um encontro importante para uma determinada hora e eu cheguei ao local combinado com 5 minutos de avanço. Ninguém estava lá. Mas à bom português chega-se sempre atrasado, mas quando o atraso começa a ir até aos 30 minutos, há que  pensar que  porventura não é atraso mas se esqueceram de nós. Enviei mensagem à pessoa em questão e nada, telefonei e um nada maior.  Chateada e triste, porque era mesmo importante, resolvi ir dar uma volta ao Shopping para arejar.

 

Quando cheguei lá fui ao WC, e não me perguntem como, mas mais volta e menos volta, naquele espaço diminuto, deixo cair a minha pequena carteira de ombro (que uso na mão) directamente e em bico na retrete.... AGHHHHH!!!! Ficou toda molhada. Toca a sair dali, tentar (com cara de muito nojo) lavar a coisa o melhor que podia. Felizmente era impermeável e nada do que estava dentro sofreu dano. Depois das tentativas de limpeza veio a secagem no lugar onde se secam as mãos. Felizmente o Shopping estava meio vazio e não apareceu ninguém para ver as minhas tristes figuras.

 

Depois disto vou pedir uma sandes de salmão fumado e a coisa estava tão enjoativa que comi sandes de salmão fumado mas sem o salmão.

 

Enfim... há dias que parece que começamos com uma pequena coisa e o resto vem tudo género queda de peças de dominó!!!

Insignificâncias do dia

balão palavrões.jpg

 

 
 
O meu filho estava muito indignado no outro dia e surgiu a seguinte conversa,
 
Filho - Ó mãe não percebo esta gente!!! Então, nem vais acreditar! Umas colegas minhas quando é para dizer asneiras nos comentários colocam ou asterisco (*)  ou arroba(@) !!! Toda a gente percebe! É palavrão à mesma!
 

Eu - Filhote eu também faço isso.

 
Filho - Não posso crer! Mas que pensas tu? Isso é hipocrisia! Ou dizes ou não dizes!
 
Eu - Não filho, não é hipocrisia. Um car@lh* com arroba e asterisco é um palavrão com eufemismo. Todos percebem mas é mais leve...
 
 

Palermice do dia

unhas mal pintadas.jpg

 

Mulheres desse mundo há uma coisa que não entendo, porque que raio é que deixais as unhas ficarem assim?

 

Ou se pinta ou se tira, e se o verniz começa a sair é melhor tirar! Não sei se é moda agora, tal como a moda das calças a cair a ver-se os boxers, (nem sei se esta palavra existe no plural), mas se é, p`amor da Santinha da vossa devoção deixai essa moda! É horrível, dá um aspecto de descuido e até de certa falta de higiene. Sim, falta de higiene, sei lá para onde se solta o verniz!

 

Uma vez apanhei uma amiga com o verniz assim a desculpa foi que não tinha tempo para o tirar!

Claro que me ouviu! Arre! Perde-se um minuto a tirar essa  trampa!!!! Um minuto!!!!

 

É que ainda por cima se o fizessem com cores transparentes? Mas não. É com vernizes pretos, vermelhos e cores fortes!!!! Magoa a vista!!! Tende pena dos meus olhos!!!

 

 

 

De onde conheço?

gato_surpreso.jpg

cão surpreso.jpg

 Exemplos de caras que eu faço quando alguém me cumprimenta e eu não me lembro do nome...

 

Infelizmente tenho uma péssima memória fisionómica! Há o normal, que penso que acontece com a maioria das pessoas, em que não nos lembramos do nome de quem nos está a cumprimentar. Ou então vemos alguém e sabemos que conhecemos aquela pessoa e não sabemos de onde. E depois existo eu, a desmemoriada patológica!

 

E não é da idade, não. Eu sempre fui assim!! Provavelmente a idade tem acentuado este problema... E garanto, é um problema do catano!!! Muitas pessoas se chateiam comigo, outras devem pensar que sou dada a manias e que não ligo a ninguém. A penosa verdade, é que não me lembro mesmo da pessoa.

 

Uma cena que me aconteceu há uns dias pode ilustrar esta minha triste faceta.

Passo pela sala de espera, da Instituição onde trabalho, e está lá sentada uma senhora que me sorri como se me conhecesse muito bem, e eu sinto que me devo lembrar dela melhor do que só dar um sorriso de volta. Ainda por cima algumas pessoas do serviço falam-lhe como se a conhecessem bem. Mas tento abrir todas as gavetas da minha memória cerebral e não sai de lá nada!!! Volto para trás, fingindo que me esqueci de algo, e entro no gabinete da minha colega, que conhece meio mundo.

 

- Por favor vai à sala de espera agora e diz-me se sabes quem é uma senhora que está lá. Ela sorriu-me e eu sei que devia lembrar-me dela mas não me lembro.

A minha colega faz uma pose com mãos nas ancas e diz - Já sei de quem falas porque já passei por lá. P'amor de Deus! Tu não sabes mesmo que é?

Angustiada confesso que não faço mesmo ideia de quem seja.

- Tu trabalhaste 3 meses na extensão onde ela faz a limpeza e davas-te muito bem com ela!

Bato com a mão na testa depois de se fazer luz! Devia ter batido com força porque merecia.  E claro saí a correr para cumprimentar a senhora.

 

Isto é um ínfimo daquilo que me acontece. Cheguei até a esquecer-me de nomes de colegas de escola, isto depois de só se passarem as férias!!!! As férias grandes, também não exageremos.

 

Triste condição... muito triste....

Fome de adolescente....

Meus caros, para os que têm filhos e em que os mesmos ainda não chegaram à adolescência, preparem-se para ter sempre o frigorífico e a despensa vazia! Ah! mesmo que tenham ido às compras para reabastecer há uma hora atrás...

 

E como ando com preguicite aguda deixo uma bela imagem que ilustra o que eu digo. Umas tiras que valem a pena (daqui)

 

 

sigmund freudfome.jpg

 

 

 

"Walking Dead de WC"

 

wc.jpg

 

Já uma vez tinha falado aqui sobre os sensores de luzes nas casas de banho públicas, e sobre o facto de eu ter que abanar as mãos para voltar a acender a luz e com o “serviço” ainda por fazer ou a meio do mesmo. Os temporizadores não devem estar certos...

 

Mas o que nunca me tinha acontecido foi o dito sensor não se encontrar dentro da casa de banho mas no espaço exterior onde se lavas as mãos!


Fui eu a um velório, já noite, na zona do Porto, e a minha bexiga resolve reclamar urgência. Lá vou eu, entro na casa de banho e mal tinha tirado collants, vestido para cima e o resto para baixo quando o catano da luz apaga!!! Começo a abanar as mãos e nada!!! Começo a pensar nos caixões que estavam lá fora, já que existiam várias capelas. E penso para mim, “Vá Lina Maria acalma-te lá que os mortos não vão sair dali para te ver a tentar fazer xixi no WC”!

 

Mas eu queria a luz acessa! E agora! Odeio ficar às escuras! Com ou sem mortos do lado de fora . O que faço?

Saio a segurar a saia arregaçada collants em baixo e venho para o hall de lavagens abanar as mãos para fazer funcionar o sensor. Funcionou! Luz acesa! Volto a correr para a sanita, despacho-me o melhor que posso. E compostinha saio aliviada! Cá fora surge-me a questão,

 

E se entrasse alguém na altura em que eu estava no hall de lavagens de mãos, naquelas tristes figuras e abanar-me para fazer funcionar os sensores?


Psicológico...

frio.jpg

 

Não sei se alguém já ouviu a frase acima. Eu já, e coincide sempre quando estou gelada! Se não fosse pelo facto de me cair a mão, que  congelou, eu dava uma murraça a quem me vem com esta teoria irritante!

 

Ontem estavam uns fresquinhos -8,5ºC em Bragança (Quem dá mais? Ou menos...), não muito longe de onde vivo. Hoje fui passear o cão e juro que fiquei com o corrimento nasal (ranhoca para os íntimos) congelado no nariz!!!!

É neste dias que eu sou mais de gatos....

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D