Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Eu tento, mas meu tento não consegue!

E pior do que não conseguir é nunca ter tentado... Bem vindo! Faça de conta que está em casa :)!

Paga que eu também pago!

dinheiro voa.jpg

O povo Grego levantou-se mais uma vez para reagir. Este não foi sobretudo simbólico, um "não" à austeridade que não tem levado a lugar nenhum! Um não a esta Europa austera, anti-pessoas e pró- capitalista. Uma Europa que se tem esquecido que a economia utiliza-se para servir as pessoas e não o contrário! Uma Europa de números, tabelas exel, e não de pessoas.Uma Europa da Merkel que representa tudo aquilo contra o qual já lutamos...

 

Ouço, e leio, muitas vezes estes dias, em que a Grécia se tornou tema de conversa, "Se nós, povo português, pagamos as nossas dívidas eles que paguem também! Andam agora a armar-se em espertos". Isto é interessante, e faz lembrar aquela altura em que no sistema público se passou a trabalhar as 40 horas com os palermas do sistema privado (desculpem mas é verdade) a esfregar a mãos e a rirem-se maleficamente "Se nós fazemos as 40 horas façam também!!". Isto em vez de se unirem todos para que TODOS trabalhassem as 35 horas.

 

Em relação à Grécia e a Portugal passa-se o mesmo. Porque é que o povo português não acorda finalmente e segue o exemplo da Grécia e diz NÃO de uma vez?

Ninguém está aqui a dizer que não se deva honrar as dívidas. Mas e que tal uma renegociação da mesma e dos seus juros estratosféricos?

Que tal por uma vez na vida os portugueses ousem! Ousem em reagir e agir! Em ser diferentes e não umas "Maria vai com a outra!".

Mas não. Resgatam-se Bancos que roubam, que corrompem, que.... (deixem-me estar calada!)

Vende-se o país a retalhos e ao desbarato. Mandam-se os licenciados e os jovens para fora do país (jovens e não só). E fica-se na miséria. Agora, alguém que me tente explicar, por favor, em que é que a tal austeridade resultou? O que é que ela fez de bom?

 

E a Alemanha? Que com isto se esqueceu que por lhe ter sido perdoada uma dívida é que pode estar onde está e ocupar a posição que ocupa? Sim. Meus caros, ainda e sempre essa dívida. Não dá para esquecer... ainda não. Sobretudo com esta Merkel à frente.

 

Outra coisa. Parece que dizer umas verdades incomoda e fere susceptibilidades e, como tal, há que lançar essa mesma verdade para longe dos ouvidos. Com isso sai de cena Varoufakis o Ministro que ousou.

 

39 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D