Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Planeta "Azulzinho"

A poluição e o efeito de estufa são tormentos que têm dado voltinha aos córtexes cerebrais de muitos, bem intencionados, cientistas que desenvolvem e propõem modelos, onde há falta de melhor, são os aceites. São estudos recentes, mas o problema também!

 

Pode-se comparar os climatologistas aos economistas (já que estamos numa de crise), uma vez que o seu objetivo consiste em estabelecer relação entre dados existentes mas sem poderem, por exemplo, lançar a proibição da circulação de automóveis ou parar com a produção de carne de vaca (grandes emissoras de metano, causador de efeito estufa) durante 10 anos para verificarem quais seriam os benefícios em termos ambientais!

 

Gerou-se agora um bulício à volta do Canadá que anunciou, formalmente, a sua retirada do acordo de Quioto. Esta questão sobre poluição, efeito de estufa versus economia, é pano para muita, mas muita manga...

 

Deixo a sugestão de um livro, para quem ainda não sabe o que pedir ou o que dar no Natal (já agora), o Super Freakonomics de Steven D. Levitt e Stephen J. Dubner que abordam estas questões de uma forma interessante.

 

 

Quanto a mim que não sou cientista, nem economista, nem tenho interesses económicos ou um País para gerir, vou fazendo a minha parte, com ou sem acordo de Quioto. Faço reciclagem, religiosamente, tenho lâmpadas económicas, evito carne de vaca, (aliás não como muita carne, sou mais de doces), desligo o carregador após telemóvel carregado,... enfim uma séries de coisitas simples que somaditas darão o meu valioso contributo para que o nosso planeta continue com um azul límpido em vez de um azul embaçado.

 

E com ou sem acordo o mundo deveria começara a pensar nestes pequenos problemazitos, para não deixar a porta aberta e quem vier atrás que a feche! Isto se ela se conseguir fechar daqui a uns anitos.

 

O meu tento tenta ser ecologicamente saudável  e até vai conseguindo. E muitos tentos...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D