Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

"a e i o u" à defesa!

 

Imagem retirada daqui

 

Nos tempos que correm os professores além de fazerem a sua licenciatura para estarem capacitados para dar aulas, e a par disso realizarem atualizações frequentes do seu saber, têm também que tirar um curso de defesa pessoal.

 

Pois é! Não basta saber expressar-se, saber motivar, terem que andar com as trouxas às costas, terem que caminhar ao lado da precariedade, também têm que saber defender-se dos alunos!! Dos alunos, e dos seus pais muitas vezes.

 

E ainda se perguntam porque é que os professores são das classes profissionais com mais depressões? (a par dos profissionais de saúde, que também já fizeram o tal curso, mas isso é outro artigo...)

 

Muitos apontam como solução uma coima ministrada aos pais, que não estou em completo desacordo, claro que é necessário ter um atitude imediata e eficaz. Estou a falar de uma acção atempada e que demonstre quer aos pais, quer aos alunos que a escola não é uma presidiária nem um local de conflito, mas sim um local de aprendizagem.

 

O ideal seria também pensar em acções a longo prazo que evitem ou diminuam a frequência destes episódios. Acções que envolvam os pais, o que sei ser tarefa difícil, para não dizer impossível.

Temos mesmo que repensar como é que as coisas estão a ser feitas e que programas se podem implementar na escolas, por exemplo com na saúde escolar, que têm nas suas equipas técnicos de saúde motivados para esse efeito e capacitados para tal.

A sociedade tem que ver o ensino, a educação, com olhar de quem vê! Mentalizando-se que temos ali um pilar muito importante.

 

Algo te que ser feito! A estrutura de pensamento tem que mudar.

Alguém me disse "antigamente eram os professores que batiam nos alunos", eu mesma apanhei duas reguadas (injustas, e que ainda não perdoei) "agora são os alunos que batem nos professores". As duas atitudes estão erradas, não podemos voltar atrás, mas temos que ver o presente com outro olhar para que o futuro seja digno de existir.

 

Hoje eu tento ccompreender como se chegou a esta aula, que professores pagam para ter... mas meu tento não consegue! E penso que por este andar não tardará que sejam pedidas pravas de aptidão física aos professores.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    golimix 02.03.2012 13:11

    Sem querer julgar os professores que frequentam esta aula acho, tal como tu, triste que sinto esta necessidade. Mas tenho ao mesmo tempo que admitir que muitas vezes não lhes deve ser fácil lidar como o conflito. O que penso basicamente é que deveria ser evitado chegar a este ponto com ações eficazes quer para professores, quer para os alunos e pais. E não! O respeito não se impõe conquista-se.
    Existe um professor, de um caso que conheço, que manda uns "cascudos" e espeta unhadas nas orelhas e que não é por isso que obtém mais respeito dos alunos, muito pelo contrário.
    No entanto penso que devam existir situações limite para os professores, imagino uma turma de adolescentes de 28-30 alunos de famílias desestruturaras onde não têm quem os ouçam e acham que com atitudes de revolta e raiva é que se responde a este mundo... Dá que pensar este assunto, mais do que parece à primeira vista.

    bjs para vocês
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D