Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

A moda do empinanço

Não sei porquê, volta e meia dá-me para ser do contra. Quando todos falam de exames nacionais nos blogues e os destaques eram esses, eu não me apeteceu falar sobre o assunto, hoje que TODOS os recortes em destaque são sobre o futebol, sim... Portugal vs Espanha (espero que levem uma abada). Eu decido ser do contra e falar sobre os exames. 

 

Talvez não precise de dizer que sou contra estes exames à molhada. Não porque me deu para ser do contra, mas porque vejo a realidade de uma forma onde não encaixam os exames assim. Tenho lido e ouvido várias opiniões sobre o assunto e talvez isso fizesse com que a minha ficasse mais "cimentada".

Um dos muito argumentos que se usam para estes exames é o facto de serem iguais para todos e assim equilibrar o ensino e avaliação igual em todo o País.  Estabelecer a igualdade com um exame nacional?!?Hã?

Outro, e este li no blogue Atenta Inquietude, pois não li a entrevista do professor visado, que refere que um Sr. Professor de Português num contexto da defesa dos exames refere  que quanto mais não seja é uma oportunidade de  autodisciplina para que os miúdos estejam "calados e sentados" durante 90 minutos!

 

Esta "medição de conhecimento" que assenta com "empinaço" de matéria para exames mete-me alguma confusão.

Então onde fica o sentido crítico, a capacidade de interpretação, a capacidade de defender uma ideia, a singularidade?

Não! Não sou contra a memorização, nem contra os exames e nem contra as avaliações!

O que sou é contra este ensino de números, quantidades e políticas educacionais que não pensam no futuro, porque o futuro tem que ter uma base sólida e o nosso futuro educacional anda sem bases!

 

Turmas de 30 alunos!! Que bases são estas?

Empinanço? Isto é a base? E isto fez-me lembrar o artigo de opinião de Daniel Oliveira no Expresso "O que é que isso interessa? Não sai no exame!". Não se enganem, o que vai passar a interessar é a matéria que sai no exame, o resto é lixo! E o que foi marrado possivelmente terá o mesmo destino, irá para a "gaveta do esquecimento".

 

Claro que tem que existir um avaliação! Esta, do meu ponto de vista, deve ser rigorosa regular a par com as aprendizagens.

O nosso sistema educativo deveria apostar em vias diferenciadas promovendo uma melhor qualificação da aprendizagem e, claro, profissional.

Os alunos terminam o básico sem saberem interpretar um texto e desenvolver uma ideia! E isto resolve-se com um exame? Com mega-agrupamentos? Com turmas de 30 alunos? Isto resolve-se traçando objectivos a curto-médio prazo e sempre com a sombra da Troika? Isto resolve-se utilizado exames como instrumento político? (E isto é válido para todos os Governos)

 

Já se pensou no abandono escolar? Será que é isso que interessa? Porque é que outros sistemas educativos abandonaram estas ideias?

 

A igualdade não será transmitida  através de um ensino que vise ser equitativo? Como pode existir igualdade entre Lisboa em que nas salas de aula os miúdos não sentem a agrura de uma geada? Sim! A Escola não tem dinheiro para pagar o aquecimento.

Como pode existir igualdade onde as aulas de laboratórios de Ciências não funcionam na maior parte das Escolas? Onde as vivências de Norte a Sul não são as mesmas?

 

Promovam a igualdade mas comecem do início, ora tentem lá.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    golimix 30.06.2012 21:13

    Na minha humilde opinião, não é com turmas de 30 alunos que se vai resolver o problema da indisciplina, temo atá que se agrave. Aliás temo que com a maior parte das "políticas" educacionais que se vem seguindo a indisciplina agrave e a profissão de professor será o profissão de risco com a depressão/esgotamento associada como doença profissional, o tão falado "síndrome de burnout"!
    A indisciplina a meu ver não é um problema de autoridade é um problema de falta de civismo de falta de regras que não têm que estar associadas a autoritarismo mas a respeito. Isso é o que falta em grande parte das cabecitas deambulantes "noção de respeito, regras e civismo", enfim, o básico. E será assim que vamos lá? Hummm... não me parece!
    Tive hipótese de estar em dois sistemas educacionais diferentes, um baseado no medo, nas reguadas, no autoritarismo e até no excesso de regras. E num outro baseado no respeito, em regras funcionais e sem castigos físicos, tínhamos castigo do género - devo ser bem comportado na sala de aula - escritos umas tantas vezes, ou então, ajudar a limpar as mesas no refeitório...e outras demais. E no segundo sistema as aulas decorriam sem tantos problemas, e eu guardo melhores recordações...
    Será assim tão impossível mudar as coisas?
    Acho que não. Não será é já para amanhã, e certamente requer empenho, objectivos precisos, coerentes e concisos.

    Beijinhos e bom fim de semana
  • Sem imagem de perfil

    pimentaeouro 01.07.2012 22:12

    Fui contabilista, as opiniões que tenho sobre o Ensino são generalidades.
    A Escola, a montante, tem dois problemas que não pode resolver: Depois de Abril as famílias demitiram-se de educar os filhos ( é matéria para muita tinta), a televisão , os jogos, os vídeos Net , etc. estragam o resto.
    O pimpolho quando chega á Escola tem os neurónios avariados sem noções mínimas de civismo , respeito pelos mais velhos, etc.
    É o oposto do Bom Selvagem que existe na cabeça dos pedagogos do Ministério.
    Eu, há setenta anos quando entrei na Escola tinha a cabeça mais arrumadinha.
    O outro problema é o centralismo do Ministérios e as suas teorias pedagógicas utópicas, supostamente de esquerda.
    Daqui para a frente está tudo errado, as Escolas que conseguem manter algum equilíbrio são excepção.
    Muito fica por dizer mas não me sinto à vontade no tema.
    Beijinho
  • Imagem de perfil

    golimix 02.07.2012 17:02

    Muita tinta haverá ainda de correr...

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub