Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Uma questão genética...

O meu filho refere por diversas vezes que tem os meus genes de forma acentuada nas respostas. Coisa estranha para se dizer, mas que pode ser explicada.

 

Segundo ele eu tenho sempre resposta certa e aplicada na ponta da língua, e como também sou algo emotiva a resposta sai mais rápido do que aquilo que consigo reflectir. E quando vou a ver...Opss! Já saiu! O problema é que muitas vezes não há retorno. Um defeito que tento corrigir. No entanto os genes lá fazem das suas, e o miúdo ainda não aprendeu a parte de controlar a língua e por vezes mete-se em sarilhos.

 

Foi o caso de hoje.

Alguns adultos têm o mau hábito de julgarem que as crianças são para tratar como seres inferiores. E esquecem que se os tratam assim isso terá o seu retorno, mais tarde ou mais cedo... adiante, alguns desses adultos resolveram seguir a via do ensino, embora não devam saber bem toda a sua envolvência. Ocorre que uma professora que queria passar, num determinado espaço e seguindo em frente, não querendo fazer qualquer desvio, apanhou o meu filhote pela frente e soltou um autoritário e arrogante "Sai da frente!", acontece que o miúdo saiu da frente mas escapou-se de imediato da sua boca "Se faz favor também se usa!"! Pois. Opsss!! Enquanto a professora reflectia no que lhe foi dito ele deu de frosques e foi para a sala, não é que a senhora ainda foi no seu encalço para lhe dizer "Olha lá tu estavas no meu caminho! Não sabes dar espaço?" resposta pronta, mais uma vez, " A professora tinha espaço para passar, não percebi!?!".


Ele até teve a noção que deveria ter-lhe dito a resposta de outra forma, mas saiu-lhe... E até pensava que iríamos chamar a atenção, mas como é possível fazê-lo a quem até teve razão?

 

Agora alguém me diga, custa muito tratar as crianças de forma decente?

Afinal eles serão os homens e mulheres de amanhã.

 

 

 

Imagem retirada da net (obrigada a quem a disponibilizou)

 

 

 

 

13 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D