Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Educação Sexual para todos

aculpa.jpeg

 

Dei por mim a pensar num assunto que julgo de alguma pertinência, embora alguns o encarem como polémico.

 

Existe desde há uns anos educação sexual nas escolas, normalmente incluída na hora de “Educação Cívica”, e segundo a opinião do meu filho é falado sempre o mesmo. Todos os anos falam sobre a biologia e a técnica da coisa, algo que já faz parte dos programas das disciplinas de Ciências e Biologia, mas esquecem o mais importante, os afetos, como lidar com a pressão, como lidar com o sentimento, como gerir todo o turbilhão de emoções próprios da idade e a quem pedir ajuda, se for caso disso. Ademais, esquecem também de evoluir a explicação consoante a idade. Um adolescente do 7º ano não tem o mesmo desenvolvimento mental de um adolescente do 9º, ou 10º anos.

 

Dá-me ideia que em muitos casos se pede a um profissional de saúde que vá à escola falar sobre o tema, esse profissional faz uma apresentação em Power Point , conta mais uma sessão de apresentação no programa de saúde escolar, onde o número de apresentações é sempre muito importante, porque todos sabemos que o que é importante são os números. Mas depois não há seguimento, a sessão é isolada. Pode, eventualmente, até existir mais do que uma sessão mas sem grande aprofundamento. E pronto, já foi feita educação sexual e professor e profissional de saúde respiram fundo.

 

Mas e será que os alunos respiram fundo?

 


Não é o sentimento que me passam os adolescentes com que contacto.

 


Além disso, há outra parte muito importante que é esquecida, e aí sim, muitas mentes explodirão!

E para os adolescentes cuja homossexualidade se está a manifestar?

O que é feito?

Será que por serem uma minoria não merecerão a dita “educação sexual”?

Estamos no séc. XXI onde o casamento com pessoas do mesmo sexo é permitido, mas ainda falta muito para que exista aceitabilidade e inclusão dessa minoria.


Lidar com a descoberta de que se gosta de alguém do mesmo género sexual não é fácil nestas idades, até porque existe o menosprezo por parte dos pares, e muitos ficam com um nó na cabeça.

Será que não os poderíamos ajudar?

Será que incluindo esse tema na educação sexual nas escolas e encarando-o naturalmente, como deve ser feito, não seria melhor para todos?

Diminuiria o menosprezo, o bulling, a exclusão e os preconceitos.


Provavelmente vale a pena pensar nisso.

 

 



Arca de Noé

Bem, quem me conhece sabe da minha doideira pelos animaiszinhos deste mundo. E qualquer coisa me serve, desde osgas, como a que apareceu em casa e da qual falei  num post. Caracóis, esses danados que me estragam as plantas. E por aí fora...

 

Os que posso fico com eles, e, neste momento, andam cá por casa um cão, uma gata e um gato, este último um pouco vadio. Fora os que já andaram, embora durante um tempo limitado, e aos quais  arranjei dono, já que é impossível ficar com todos, mas o que importa é que tenham um lar.

Bem, decidi juntar à conta dois peixinhos, o Chico e o Jaquim.

 

Claro que todos me diziam que a gata ia comer os peixes. Mas o que aconteceu foi isto

 

 

 

 

 A Gata interage com os peixes e eles com ela, sem medo nenhum!!! Um dos peixes ia borbulhar ao focinho dela, infelizmente sempre que me disponho a filmar eles acabam com a cena...

 

Ela bebe água do aquário e adora dormir perto dos seus novos amigos. E atenção que ela nunca ia para ali!

Micadormepeixes.jpg

 

E é assim. Na minha casa os gatos são amigos do cão, e este adora os gatos. E como se não bastasse a gata é amiga dos peixes! Sempre a surpreender!

 

 

PS- Não tenho conseguido visitar os vossos cantinhos como queria, e por isso, também não tenho publicado nada aqui. Mas penso em vocês muitas vezes

 

 

 

Verme

"Creep" em português significa verme. E "Creep" é uma das músicas dos Radiohead, foi lançada em 1993 como um single e importa saber que foi censurada em praticamente todas as rádios Norte- Americanas porque foi considerada demasiado depressiva e melancólica! Os protagonistas da censura receavam o efeito que poderia causar nas pessoas a sonoridade e a letra. Mas a música vingou e teve muita força, tendo na internet o maior motor de divulgação, mesmo que naquele tempo a internet não fosse o que é nos dias que correm. 

 

Foi, até hoje, uma das suas músicas de maior sucesso da banda e, arriscaria a dizer, a que tem mais versões, ou como se diz "Covers". Muitas com uma versão sem a palavra explicita da letra o "fucking", que é substituído por "very", numa versão mais púdica.

 

Uma das minhas versões preferidas é a que mostro no vídeo abaixo, provavelmente por ser uma amante de jazz e esta ter um cheirinho deste género musical.

 

 

 

Socorro!!!! Estou careca!!!!

Bem, antes de ir ao título do post, tenho que dizer que estou com um certo sentimento de culpa por hoje não ter conseguido apoiar o meu filho como deve ser. Chorar com ele quando ele chorou.

Mas acho que tenho uma desculpa para isso.

 

Ora, cá em casa os homens decidiram andar com corte de cabelo a pente 3 ou 4.  Tínhamos uma maquineta de cortar que eu usava para lhes arranjar o cabelo. Mas, ultimamente, o meu filho corta sozinho, e eu só vou ajudar nos aperfeiçoamentos e acertar. Então, como estava a compensar monetariamente cortar em casa, decidimos investir numa máquina de corte melhor.

 

O problema é que o pente 3-4 na nova máquina é na posição 9. Já estão a ver?

 

O meu filhote decidiu cortar o cabelo hoje quando chegou da escola. Mal cheguei a casa, e ainda sem poisar a carteira e inspirar, ouço o grito.

- MÃE! ANDA CÁ DEPRESSA QUE EU FIZ ASNEIRA!!!

 

A mãezinha aqui sobe as escadas e dá com um corte pente 1 em vez do habitual 3-4!!! O que faço?

Impossível não gargalhar até não poder mais! E o desgraçado continua...

 

- Ó mãe não te rias. O que faço agora??? E eu que queria cortar o cabelo antes da festa para que ele crescesse um pouco!! O QUE FAÇO AGORA??!!!  O que é que faz crescer o cabelo???

 

Obviamente que a resposta, no meio do riso, só podia ter sido uma, o tempo....

 

 

E agora? Estou desculpada, não?

 

carecada.jpgFoto devidamente autorizada pelo interveniente. E eu que nem sabia daquele sinal!!!!

 

 

 

 

 

 

Diferentes mas iguais

A mesma frase pode ser proferida de diferentes formas e alterar completamente a sua interpretação! Além disso, existem diferentes formas de actuarmos perante a mesma situação sem que nenhuma esteja errada.

 

Penso que este mundo é rico precisamente porque existem as diferenças. Diferentes cores de pele, formas de vestir, de encarar a vida, de linguarejar, de expressar, ...

 

E diferentes formas de pintar uma árvore... 7 formas (para já).

 

árvores2.jpg

 

 

árvores1.jpg

 

Qual a vossa forma preferida?

 

 

 

Ó Balha-me...

tattoo.jpg

Foto, mal tirada, do meu telemóvel. Obviamemte o aspecto não é o final, pois está em vias de cicatrização

 

 

Pois é meus caros, fiz uma tatuagem! Há anos que tencionava fazer uma e foi desta que resolvi.


Tem sido quase objeto de estudo verificar a reação que as pessoas têm ao desenho que resolvi fazer na pele.

 

Primeiro, tenho as que odeiam à partida, sem saberem o que é que está desenhado, gritam a pergunta, ainda a duvidar o que os seus olhos vêem, "É uma tatuagem!?". Costumo sempre responder que são calquitos, mas parece que não se deixam enganar...

Depois começam... É nojento, asqueroso e tem um estigma terrível!!! E perguntam a seguir, "Como é possível que tu queiras fazer algo assim?"

 


Depois tenho aquelas colegas que me dizem, “Olha lá se querias fazer uma tatuagem porque é que não fazias onde ninguém visse?”. Género aquelas pessoas que varrem o lixo para debaixo do tapete.

 

Há ainda as pessoas que acham que já não tenho idade para fazer tatuagens. Parece que a partir dos 40 temos que começar a vestir gola alta, mangas compridas, collants e usar lencinho na cabeça…. Ah! Tudo isto em cores apagadas, como o preto, beije e cinzento. As restantes cores são demasiado fulgurantes. E não se esqueçam que os vestidos e as saias têm que ser usados abaixo do joelho!!! Olha agora a querer mostrar as pernas, onde já se viu!?! (e para os que querem saber, tenho que ouvir sempre comentários acerca dos meus vestidos mais acima do joelho, portanto isto é a sério!)

 

Há os indiscretos, "Olha, o que querem dizer as andorinhas?" . Se eu respondo, têm um significado pessoal, ainda insistem, como se eu não tivesse percebido bem à primeira "Mas qual é o significado?".

 

Claro, que há também quem goste, quem quisesse fazer mas afinal por isto ou por aquilo não fizeram.

 

Por último, e a reacção que eu gosto mais, olham de longe e a apertar os olhos, julgo que para focarem melhor, pegam no meu braço e exclamam "Ó Balha-me...." 


Obrigada

Depois de, mais uma, ausência do bairro blogosférico vou regressando devagarinho. Nesta minha carência de teclado deixei escapar algumas coisas por aqui sendo uma delas os 6 anos das tentativas que venho realizando por este grande mundo virtual. Coube a um amigo lembrar-se do aniversário e dar os parabéns à minha tasquinha do “Eu tento mas o meu tento não consegue”, obrigada José da Xã pela querida lembrança.

 

Foram 6 anos de muitos post´s (não sei se isto tem plural) , muitos comentários, muita troca de opiniões e sobretudo de amizade! Incrível como se criam laços importantes com pessoas que não vemos cara a cara mas com as quais abrimos o nosso coração e, muitas vezes, a nossa alma! Como tudo o que escrevo provém do íntimo do meu ser, acontece que quem me lê acaba por me conhecer melhor do que quem me vê diariamente. Já que diariamente muitos dos meus pensamentos e sentimentos mais verdadeiros ficam escondidos. É certo que aqui não vejamos a cara, mas muitas vezes vemos os seus corações.

 

Obviamente existem pessoas que pensamos que são uma coisa e afinal são outra, mas isso também acontece na vida que corre ao nosso lado. Afinal lidamos com pessoas, apenas estão é do outro lado do ecran! Mas, como costumo dizer, tudo vem ao de cima! Felizmente tenho tido a sorte de encontrar pessoas maravilhosas!

 

Já por muitas vezes pensei em deixar este mundo blogosférico, mas algo me volta a trazer como se de um vício se tratasse. Inúmeras vezes me sinto frustrada por não conseguir visitar com a frequência que gostaria todos os blogues que sigo, e são imensos!!! Muitos deles vão ficando pelo caminho e mais ainda aparecem de surpresa!

 

Obrigada a todos

Os que aqui vêm e me adoçam o dia com os seus comentários.

Aos silenciosos que preferem ler e nada dizer.

E ainda a todos os que vou lendo e me abrem as portas dos vossos mundos.

 

beijo gato esquilo.jpg

 

 

 

 

 


Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D