Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Onde é o limite?

collie em loja.jpg

Este ano, finalmente,  saiu a lei que penaliza os maus tratos aos animais e diz ela que "quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus tratos físicos a um animal de companhia é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias".

 

Pergunto-me se uma animal em exposição numa vitrina de uma loja de animais não estará em sofrimento?

 

Para quem entende um pouco de canídeos diria sem sobra de dúvida que sim. E com algumas raças esse sim é tamanho XXXL!

No fim de semana entrei numa grande superfície cujo objectivo não é a da venda de animais mas que possui uma secção que os tem. Falo da loja Bricor no Mindelo. O que vi naquela loja fez-me questionar onde estaria o limite para os maus tratos?

 

Nas várias vitrinas podia ver-se dois cães da raça Sptiz anão, que brincavam no meio dos seus dejetos, e um que me chamou a atenção, tal era o seu nervosismo, já que se mordia, e tinha um olhar vazio. Falo de um cão raça Labrador. Ele estava com os jornais por baixo de si rasgados, as fezes já não eram limpas há algumas horas, a jaula estava pois bem suja e o pobre do animal também.

 

Ora quem conhece esta raça sabe que eles detestam ficar privados de companhia, nada os faz sofrer mais. E não é alguém a bater no vidro (apesar dizer para não o fazer) que lhe traz o convívio desejado. Além disso, necessitam de exercício, não só físico mas sobretudo mental. Brinquedos mentalmente estimulantes, por exemplo. O cão em questão para além do espaço exíguo só lhe restava brincar com o seu cócó ou o jornal encharcado de urina.

Pergunto eu.

Isso não será infligir dor e sofrimento sem um motivo legítimo?

Qual a legitimidade de fazer sofrer um animal só para lucro próprio?

Quando é que se acaba com isto?

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    golimix 04.12.2014 14:42

    É que não é só o facto de não recolherem os dejectos, como seria desejável e higiénico, mas a ideia de ver ali um animal enfiado num espaço diminuto e sem qualquer contacto de salutar com humanos, e sem estímulos tão importantes nesta fase em que estão em crescimento. Isto deveria ser proibido, a exemplo do que já acontece em muitos países.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D