Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Anedotas para chorar

Imagem retirada da net

 

Ultimamente tenho ouvido e lido umas anedotas, para desanuviar, mas fico sempre na dúvida se hei-de rir ou chorar. Passar-se-á algo com a forma como as contam... ou será de mim?

 

Ontem ouvi na rádio que querem extinguir a ADSE, e um dos argumentos seria o facto de que queriam que os cuidados de saúde fossem iguais para todos, ou seja, que todos tivessem os mesmos direitos no que tocam ao acesso a estes.

 

Hummm... ora então acabarão também com os seguros de saúde e teremos finalmente visto o dinheirito dos nossos impostos, que neste momento estão a pagar juros para alguns países fazerem a festa, festa essa que alguém fez aqui em Portugal antes, não sei quem, mas desconfio. Teremos finalmente cuidados de saúde públicos de qualidade, sem salas de espera a rebentar pelas costuras e seremos atendidos por profissionais que não estão desanimados e cansados porque não há falta nem de médicos nem de enfermeiros e tudo anda sobre rodas!

Vá tentem lá arranjar outro argumento que esse não pegou! O que veremos será, os funcionários públicos que podem a deixar de descontar para a ADSE e a começarem a descontar para seguros de saúde. Os funcionários públicos e os outros que já o fazem. Bendita igualdade!

 

Americanizem a coisa. E vivam os lobby`s

 

Hoje, dei uma lida rápida pelas gordas e dou de cara com outra anedota! Eh páh! Esta malta anda mesmo virada para a comédia! Ou será que andam a cheirar algo?

Não sei, uma das duas é

  O Sr. Freitas do Amaral acredita que O nosso Presidente acabará por dissolver o Parlamento!!!

Bem, ou ele conhece outro Presidente da República ou o senhor é mesmo engraçado! Eu não lhe conhecia tal característica.

 

E mais, disse que, "o poder deverá se devolvido ao povo soberano para que este confirme ou altere o rumo que está a ser seguido"

 

Mas ele está a ver aqui algum povo que quer ser soberano ou quer o poder? Se assim fosse não seria preciso a actuação do Presidente! O Parlamento já não estria lá. Não com violência, que essa não deve existir, mas com atitudes veementes e demonstrando que não é este o caminho que realmente se quer! Mas só alguns é que pensam isso. E que pensam outros?

Que este é que é o caminho! Que não há remédio senão aguentar! Que temos que sofrer o custe o que custar! Afinal, afinal vivemos acima das nossas possibilidades... e melhores dias virão.

 

Melhores dias virão sim! Resta saber quem os vai viver!!

 

Eu tento rir mas o meu tento não consegue mesmo

Ai aguenta!

Imagem daqui

 

Alguém me explica como se pode aguentar mais do que uma corda ao pescoço, um cinto a apertar a carne e já sem buracos, os mamilos a serem repuxado e os testículos a serem esmagados?

 

Ninguém???!!!???

 

Então alguém que explique o que é sentir isso ao senhor Ulrich, POR FAVOR! A sério! Tente-se lá fazer o homem perceber o que é o "Ai aguenta!"

 

Tratamento ou exorcisão?

Descobri que o nosso PM está possuído! Só pode!

Ou então tem um irmão gémeo e o Sr. do vídeo está com uma máscara de ferro encarcerado algures!

Ou então clonaram-no.

Ou então está com amnésia a curto prazo.

Ou então tem uma doença grave que o faz dizer tolices e fazê-las, o que é pior!

Ou então tem dupla personalidade!


Mas alguma coisa se passa! isto não é normal!!!


Já vi este vídeo do blogue "Aventar", se calhar até já o pus por aqui algures. Mas hoje estou melancólica, saudosista e olhem que é grave eu ter saudades do Passos Coelho!!! Do outro, claro!





Agora a sério! Haja alguém que tente fazê-lo ver que ele não está bem! E que consiga!

Tadico, precisa de tratamento ou de uma exorcisão! E rápido! Senão quem precisa de tratamento somos nós, e da maneira que está o SNS a coisa vai ficar feia!!!

A minha bolinha de cristal

Imagem retirada daqui

 

Se fosse a Maya tirava as cartas, mas já consultei a minha bola de cristal inexistente, e já dei volta à mioleira, que não é a de um economista, nem politólogo, mas as conclusões a que chego são sempre as mesmas… E se eu fosse um a bruxinha pegava na vassoura e até voava para bem longe!

 

Vamos ter pela frente tempos difíceis! Muito duros. Tão duros que as camas de faquires vão parecer fofas aos nossos olhares.

 

Mas eu revelo o que vi na bolinha de cristal.

 

Este Governo não se vai demitir, já provou que está ali de pedra e cal, e aliás, diga-se de passagem, foi escolhido, votado há cerca de um ano, para ali estar, tudo bem que as promessas foram vãs, mas quem mandou acreditar? (E como até acabaram com a TSU, agora respira-se de alívio.)

Continuando… a bolinha diz que eles não se demitem, o nosso PR nada vai fazer, e não se iludam com isso, é do mesmo partido e não está para estragar a reforma. Não vai existir golpe de Estado e o povo… bem o povo é o povo! Tanto faz que se saibam das falcatruas como os dinheiros mal gastos, o povo é o povo! Que tem que piar fino uma vez que os escolheu para estar ali, a estes e aos outros!

 

E antes de eleições darão uma ou outra benesse, intitulam-se de “salvadores”, mesmo que atrás deles haja um rasto de famílias, economia, um pais desfeito e esmigalhado. Mesmo assim serão salvadores. E como as pessoas têm memória curta hão-de votar neles outra vez.

E tal como me disseram hoje, não há volta a dar! Não há hipótese de renegociar a dívida e se não fosse a Troika e o FMI nós já não recebíamos há muito tempo. As manifestações é só para aliviar a garganta, de nada servem, é só palhaçada e folclore, e as greves é para nos tirarem mais dinheiro do bolso. Isto é o que se pensa.

 

Não sei se há outra volta a dar, provavelmente até não. Mas sei que as injustiças existem e é contra elas que eu falo, que eu luto, sem ninguém me dar ouvidos é certo, mas tenho a minha consciência tranquila. Porque eu sou contra estes engravatados que acham que a democracia é comprarem carros de alta cilindrada com dinheiro do povo! Contra estes anormais que usaram e abusaram do dinheiro público, e que agora estão no bem bom, e onde deveriam estar?

Sou contra as pazadas de dinheiro fornecidas a bancos que se meteram em alhadas e sabem que há quem os safe a seguir. Contra as injustiças sociais. Contra estes políticos que fazem desfazem e voltam a fazer e saem impunes, porque não há quem os faça pagar! Não há quem os faça ver que a impunidade não existe. Sou contra as barrigas cheias a custa de outrém.

 

E onde vamos parar?

Onde sempre estivemos, na cepa torta! E nem é preciso bolinha de cristal para ver que isto não tem pernas para andar…

 

E eu já nem tenho forças para tentar porque sei que o meu tento não vai conseguir fazer nada! Nada além de mandar uns bitates no meu blogue e dizer e fazer o que penso na altura certa. Mas somos poucos. E fôramos mais e os meninos que se sentam nas cadeirinhas do Governo pensariam duas vezes antes de nos lixarem a todo o custo! Antes de pensarem só nas suas barriginhas e nas próximas eleições! Antes de se porem a de se porem a ajudarem BPNs e outros que tais.





Sem acrescentar uma vírgula!

Amanhã será aprovado o Orçamento de Estado e agora é que vamos ver o que está ali escondido. Embora já saibamos à partida que estamos mesmo fritos! E esta crónica de José Luís Peixoto, que admiro, deixou-me a reflectir... Será que iremos continuar a ser o melhor povo do mundo ou iremos ser outra Grécia? Ou iremos ser simplesmente pessoas com direito ao sol. Sim! Porque ensinaram-me que ele quando nasce é para todos, mas eu percebi que alguns o vêm estendidos em finas esteiras e com suminho ao lado e outros trabalham sob ele diariamente sem terem direito a suminho!!

Sei que o texto é comprido mas tentem, vale a pena lê-lo. Não lhe mudaria uma vírgula...

 

 

Criatividade para o IVA

 

 

Imagem retirada daqui

 

 

Eu queria arranjar algo positivo para o humilde espaço onde dou liberdade aos meus dedos para fluírem. Aqui perco um pouco a timidez que não me assenta nada bem! Na realidade eu não sou tímida tento é ser contida, talvez porque já aprendi que devo conter um pouco as minhas ideias!

 

As ideias que fluem pelos dedos, os meus e de outros, deveriam ser fomentadas, de salutar! Mas até nisso, até as nossas ideias, a nossa criatividade, a nossa imaginação querem taxar! Querem que se pague imposto! A sério?!? Será que eu entendi mal? É que ando com a cabeça à roda e acho que já nem entendo bem as coisas...

 

Ora, quem é autor sabe que é raro ficar-se com mais de 10% da venda dos livros, e até nesses míseros 10% querem mexer?

 

E os lucros que se obtém nas transacções da bolsa, são “taxados” convenientemente?

E taxarão as grandes fortunas como deve ser?

 

É lógico que quem gosta de escrever não vai parar por causa disso, mas e o incentivo à escrita, à evolução cultural, à partilha de ideias? E o princípio?

 

Querem talvez conter as ideias, frustrá-las, amedrontá-las e inibi-las, mais do que já estão?

É este o povo que vós quereis salvar?

Ou é este o povo que quereis empurrar para a escuridão?

 

Eu não consigo perceber que raio de caminho é este! E juro que tento todos os dias, mas de facto, o meu tento definitivamente não consegue!!!



Ideias GRATUITAS! Aproveitem!!!

Imagem daqui

 

A respeito de António  Borges, eu vou dar uma ideia ao nosso Governo, e atenção é um conselho gratuito, que até foi sugerido pelo próprio António Borges, basta estar com atenção ao que o senhor diz, que em raríssimas vezes até acerta. Ele disse que não se consegue pagar a dívida se não se apertar o cinto e se cortar na despesa e sugerindo até diminuir os ordenados.

 

Eu sugiro que se comece a cortar já na despesa que se paga com o ordenado de conselheiro dele, é que se virmos bem, é um mau investimento. Não dá lucro e só dá despesa! Já viram a tinta que se gasta de cada vez que o homem fala?!?

 

Quanto a ter chamado alguns empresários de ignorantes e que não passariam do primeiro ano de Faculdade dele. Então o senhor só está a dizer para terem cuidado com a faculdade que escolhem! Eh pá! O homem a dar bons conselhos e a malta ainda é ingrata!!! Coitado já ninguém o compreende...

 

Eu tento compreender mas o meu tento....

Espero....

Bartoon do Jornal Público de 16-09-2012

 

Milhares saíram ontem à ruas em manifestações. Já não se via um Portugal assim há muito, eu não tenho nenhuma lembrança de um Portugal assim.

Mas será que só a manifestações chegam?

 

Penso que serão precisas mudanças também na nossa estrutura de pensar. Devemos pensar como uma colectividade, para um bem comum. Muitos se esquecem de o fazer, e só se lembram que os outros existem quando a pimenta já lhe arde nos olhos! Isso não é ser colectivo, não é viver em sociedade.

 

Espero que ontem tivesse sido o primeiro dia a marcar a mudança. Não só a mudança contra estas excessivas, desmesuradas medidas loucas e megalómanas do actual Governo, mas, e principalmente, uma mudança na forma de pensar juntos, porque só assim se rema um barco e se leva este a bom porto. Estarei à espera de milagres?

 

Eu tento ver a mudança e acho que consigo vê-la. Ela está ali! Bem perto, é só ter coragem e força para a agarrar! É só mudar um pouco a forma de pensar.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D