Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Na minha mão, nas nossas mãos

Hoje não poderia passar este dia em branco, este 25 de Abril que tantos sonharam, que tantos idealizaram.

Muito se tem falado sobre a necessidade de um novo 25 de Abril, temos inclusive algumas personalidades que não participaram nas comemorações oficias do 25 de Abril, não vou tecer comentários sobre estas decisões, mas vou discorrer sobre minha decisão de não deixar passar este dia sem nada dizer.

 

Se eu acho que vivemos numa democracia política, claro que sim, é indiscutível que sim! O atual Governo foi eleito, e não há muito tempo, e também pode sair de lá se o povo quiser. Se o povo foi "levado" em cantigas cabe-lhe parar com a música. Que o povo não queira, não faça nada, por conformismo, por medo, porque acha que não há nada a fazer e porque "são todos iguais" (uns mais iguais que outros), então tem que acarretar com as consequências da sua escolha. Consequências duras mas não sem escolha.

 

E essa possibilidade de escolha foi-nos dada pelo 25 de Abril. Foi-nos dado por quem idealizava algo diferente para o nosso país. Talvez a grande mágoa a grande angústia esteja aí.

 

Vivemos grandes problemas atualmente, e a crise não é só em Portugal, não fomos nós "que andamos a viver acima das possibilidades", como tantas vezes nos acusam, mas estamos a pagar a fava de erros que os nossos sucessivos governos cometeram, mas também desta economia mundial tão complexa e intrincada. Estamos  numa ditadura económica!

 

E enquanto nos deixamos dominar cegos por ela assistimos a  conquistas sociais que caem por terra, à destruição do SNS, à perda de dignidade no trabalho, a um sistema de educação que não investe no futuro, ao empobrecimento de milhões e ao enriquecimento de muitos, ao desemprego que cresce vertiginosamente, à recessão, a compadrios, ao aproveitamento.

 

Mas por Deus não digam que não temos a liberdade nas mãos!

Porque o meu tento tenta segurá-la, sabe que é possível fazê-lo, quanto para isto haja vontade, valores, ética e muita força de união e coesão!

E caramba! 25 de Abril hoje e SEMPRE!!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D