Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

O Negrume das Sombras

bolinhas tailandesas.jpg

 

 

A par da Mula, e dos seus desabafos, também irei dar aqui a minha opinião sobre o novo filme da saga “Cinquenta Sombras de Grey”. Preparem-se....

 

Espantem-se se quiserem, li os livros. Se é que se pode dizer que se lê algo quando se passam algumas folhas para a frente e se lê obliquamente, mas pronto, passei os olhos pelos 3 livros da saga. E até hoje não consigo entender o sucesso daquilo! Está tão mal escrito que até dói! E nem sequer a ideia é original! A mocinha ingénua que tenta mudar o rico homem rico, cheio de cicatrizes psicológicas e físicas e que vive com ele um sonho de Cinderela! O rico homem muda, apaixona-se por ela e juntos vivem um amor tórrido! Existiu a introdução de algumas práticas BDSM, o moço tinha alguns gostos, digamos, peculiares. Ao longo da Saga a moça percebe que também partilha desses mesmos gostos. Gosta de umas palmadas, do jeito que não sejam de força de mais!

 

Muito se falou na altura sobre isto!!! Segundo alguns críticos aquilo incrementava a violência e blá, blá, blá! Não sei o que é que aquela gente leu, ou viu, mas eu não vi incremento nenhum! Aliás, ela manda-o dar uma curva quando ele é demasiado possessivo e quando as palmadas são mais pesadas do que ela queria! Questiono-me se isto das críticas se não seria uma técnica de venda! E das boas!


Quanto ao filme. Se não fosse acompanhada com amigas, que se queriam divertir, não iria ver. Não é um filme que valha a pena a deslocação ao cinema. Mas assim em grupo achei engraçado. Neste segundo filme os actores parecem mais à vontade e sem estarem tão presos ao livro. Interpretaram sem soar a falso como aconteceu no primeiro. De resto é um filme com uma moça e um moço que ficam bem no grande ecrã, pois quem é que não gosta de ver bons espécimes da raça humana?

 

Além de tudo as cenas são eróticas q.b. e com uma certa beleza. O quarto de "ferragens" do tipo, onde ele expõe as "coleiras", chicotes e outras ferramentas, não me pareceu nada soturno mas sim algo interessante e onde se pode fazer uma excursão. Género excursão a museu. Isto para saber para que é que servem todos aqueles apetrechos! Às vezes ficava na dúvida se o tal quarto seria para cavalos ou pessoas!

 

E por falar em apetrechos fiquei curiosissima com umas bolinhas em cordão que mostra a personagem super satisfeita com o seu uso!

Vá, até se aprende umas coisas, por isso deixem-se de falsos puritanismos!

Sentir TANGO!

A arte não tem sempre contornos firmes como uma bela poesia ou pintura, ou ainda um belo esvoaçar de palavras desenhadas criteriosamente num aglomerado de páginas. A arte muitas vezes é efémera, resulta de um momento perfeito! Muitas vezes esses momentos são presos pela execução de técnica exemplar. Mas o tango vai além da técnica, o tango possui alma própria, entra no corpo consome-o... leva-o às chamas!
Dessa chama resulta um erotismo... uma sedução raramente inigualáveis.
O tango não é para dançar é para ser sentido.
Quantas vezes vejo dançarinos executarem os passos de forma exímia mas onde lhes falta algo... paixão, ardor, volúpia!
Um pequeno ondular de um belo corpo feminino, o insuflar do peito masculino, um enrijecer de ancas, um cruzar de pernas...passos que avançam e recuam... passos que se advinham, que se entrecruzam numa sedução inebriante.
A cena deste filme é um exemplo dessa magia, executada por um latino que encontra a alma do tango e de uma bela mulher que sabe usar o seu poder! 
Vídeo retirado do maravilhoso YouTube
Não! O meu tento não sabe dançar tango... só sabe senti-lo, mesmo que seja no pulsar de outros corpos!

Hummmm.........

Vi-te, desejei-te ardentemente,

sinto o teu odor que me enche de volúpia,

cresce em mim a avidez de possuir-te,

saborear-te lentamente deixando que o meu calor te envolva...

Pressinto as sensações do auge do momento em que me deixo seduzir num misto de culpa e êxtase,

Cedo por fim à minha fraqueza e retiro cuidadosamente tuas vestes, e degusto-te com prazer...lentamente...

Tu! Meu querido chocolate hás-de ser a minha perdição...

 

                                                                                LMaria

 

Se o paraíso existe é feito de chocolate!!

 

O meu tento está com elevado índice de chocolatrémia para se pronunciar sobre qualquer assunto que ande na bera....

 

Eu bem tento resistir-lhe, mas o meu tento não consegue! (apago a luz para me ver ao espelho à noite, só mais um...) Hummmm.....

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D