Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Corrupção - 1 / Honestidade - 0

 

Imagem retirada da net

 

Existiu em tempos idos um IGAL- Inspeção Geral das Autarquias Locais, e nesses tempos existia lá um Juiz que tentou lutar contra a corrupção. Eh pá! Mas lutar contra a corrupção no nosso País é tarefa para alguém invencível e com super-poderes, coisa que o Sr. Juiz não era!

 

E até descobriu que um certo Autarca quis fazer o bem à sua família! Coitado, o senhor só queria ajudar o sangue do seu sangue! Que culpa é que ele tem de existirem os concursos? E de até existir uma tal lei que fala em discriminação? O homem só não quis foi discriminar alguém dos seus. E vai daí, arranjou que o processo concursal favorecesse o seu primo, em 2º grau. Nem quero saber se fosse em 1º!

A vaga a ocupar era para chefia de uma divisão Municipal de Cultura, Turismo, Desporto e Juventude. E o senhor Autarca decidiu colocar como pré-requisito alguém que fosse licenciado em História de Arte! Claro, requisito muito importante, sobretudo para receber a módica quantia de 2540.17 Euros mês!!

 

O Sr Juíz que achou tudo isto muito estranho, quer o tal pré-requesito exigido, quer o facto de ter descoberto que quem presidiu o júri no processo concursal era primo do premiado com o cargo. Cargo esse disputado estóicamente e sem nenhuma esperança por outros concorrentes.

 

Agora pergunto, será caso único?

 

Isso não vamos ficar a saber.

Primeiro, porque o Juiz responsável que dirigia a IGAL, Orlando Nascimento, foi exonerado das sua funções. E acusado de "deslealdade institucional". Claro! Então o homem teve o azar de descobrir podres de um tipo que era o Presidente da Câmara de Penela e que entretanto virou Secretário De Estado de Miguel Relvas, sendo até o responsável pelo novo mapa das freguesias e pela lei das finanças locais (disso o homem deve perceber)!!

 

Depois, só para evitar descobertas, digamos, incómodas, e para não se correr o risco desnecessário de aparecer um Juiz que lutasse contra a corrupção e quisesse ver isto a andar para a frente. E até porque os Presidentes das Câmaras já se queixavam de perseguição. Há que extinguir o IGAL! Assim dorme tudo descansado. Se bem que quem não deve não teme....

 

Será de mim ou existirá aqui um certo padrão?

 

E já sabemos, política sempre acima da Justiça!

 

 

 

Justiça divina!

Imagem retirada daqui

 

 

Não resisto em voltar ao assunto, como se diz em Trás-os-Montes, voltar à vaca fria, expressão bem esquisita por sinal.

 

Num post que fiz há uns dias em que falei de uma petição para apelar à libertação de menina paquistanesa Rimsha Masih, que tinha sido presa por alegadamente ter queimado umas folhas do Corão, fez-se agora justiça.

 

Um ser, Khalid Chisti, que queria atear ainda mais o fogo ardente entre cristãos e muçulmanos, forjou as provas contra a tal menina. Agora esse tal homenzinho está preso por falsificação de provas , e agora começa a parte cómica, ainda vai ser acusado de blasfémia!

Pois é meu caro, será que não lhe ensinaram que a "justiça divina tarda mas não falha"?

Felizmente desta vez não tardou (muito, se não perguntarem à menina) e certamente não falhou!!

 

Eu tentei não achar piada ao senhor estar a ser acusado de blasfémia, mas não consegui.

A fazer, que seja em grande!

Gosto de folhear o Jornal ao fim de semana, às vezes só leio as "gordas" e paro para ler algumas notícias que parecem chamar-me. Desta vez cedi ao chamamento de uma reportagem feita por Isabel Sottomayor (no jornal Público), o texto falava de pequenos furtos que podem arrastar-se durante alguns anos (o que não é novidade) nos tribunais e que comportam somas importantes quer para o Estado  quer para os criminosos.

 

 Entre algumas histórias, verídicas, ali descritas está a de uma reformada que TENTOU furtar um frasco de descafeinado no valor de 2,98 euros! A dita senhora foi condenada a uma multa de 540 euros mais as despesas do processo. Sominha feita 642 euros!! Claro que como não podia pagar tal soma, depois de apresentar os comprovativos foi dispensada  do pagamento das despesas do processo, mas não se livrou da multa.

Toma! Que é para aprender! Quem manda querer dar-se ao luxo de beber descafeinado? É beber leite quente! Ou há falta deste, água morna. Bem, e como o gás está caro e a eletricidade também, é mesmo melhor beber água fria! Mas, aguinha da torneira porque ou estou enganada ou a engarrafada vai passar para os 23% de IVA.

 

A reportagem faz referência a um artigo, o 203º, do Código Penal que é super interessante, refere que: "qualquer furto mesmo que na forma tentada, é punível com uma pena que pode ir de multa até três anos de prisão."

 

E eu que pensava que a nossa Justiça não funcionava bem! Hã?

 

Cheguei com isto a uma conclusão, que penso evidente, quando se quer fazer algum furto, ou algo parecido, que seja EM GRANDE! Porque assim temos a certeza de não sermos punidos (como deveríamos)!

 

Do género, criar buracos orçamentais do tamanho da Lua; pegar no dinheirito dos nossos impostos e aproveitá-lo como queremos, sem nos importarmos se é nosso ou não; meter ao bolso e fazer umas falcatruas ir passar férias ao Brasil, e dizer que estamos foragidos, só para enganar, voltar e ser eleito Presidente de uma qualquer Autarquia; arrastar processos até que prescrevam (engraçado como estes GRANDES prescrevem sempre); andar metido em casos bicudos do conhecimento de todos mas a que todos fecham os olhos... Ah! E claro concorrer às Autárquicas da Madeira, porque aí é que se tira a pós graduação em grandes "empreitadas" furtivas! Ou será o Doutoramento?

 

Mas, tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é  fado....

 

O meu tento quer fazer orelhas moucas a estes chamamentos jornalísticos, mas o meu tento não consegue!

 

Silêncio que se vai cantar o fado. Cuja letra é examente o sentimento que tudo isto evoca...

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D