Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Sentimentos do dia

albert_einstein_a_realidade.jpg

Há alturas em que acordo, cumpro todas as minhas rotinas de forma mecânica, como se eu fosse um autómato e não uma pessoa.

Não me sinto na realidade e pareço apenas uma observadora. Observo-me como se não estivesse dentro do meu corpo, parecendo que pertenço a uma realidade paralela, saio para a rua e tudo me parece estranho. Sentimento singular este!!!

 

Acho que teria umas boas e longas conversas com o mestre Einstein.

 

Não quero ouvir

 

Hoje vou fazer um post curto. Ando a tentar ser objectiva e concisa, vamos lá ver se consigo.

 

Portanto vou descrever as palavras que ando cansada, farta, fartinha, fartíssima e mais do que isso!

Evitem, por favor, dizê-las ao meu lado pois correm o risco de um ataque por parte da minha humilde pessoa.

 

- Já vou!

- Porque é que tenho que tomar banho hoje?

- Não fiz

- Esqueci...

- Não sei onde pus...

-Não gosto de legumes

- PSD

- Paulo Portas

- Passos Coelho

 - Nuno Crato,... e  outros membros deste ilustríssimo governo

- Cavaco Silva

- Cagarras (coitadas)

- Austeridade

- Autárquicas

- Acima das possibilidades

- São tantos euros, mais quando a soma apresenta três algarismos!

- Para ontem!

- Ainda não enviei...

- Já tivemos, agora não.

- Politólogo

- O seu saldo não lhe permite esse levantamento (até as maquinetas de multibanco estão contra mim...)

 

 

A gerência, ou seja eu, agradece as tentativas de evitarem os meus ataques histéricos.

 

Imagem retirada da net, obrigada a quem a disponibilizou

 

 

E qual a explicação?

Imagem retirada daqui

 

Temos uma necessidade extraordinária de arranjar explicações para tudo e mais alguma coisa! E mesmo que a explicação esteja bem fora do nossa sabedoria ou conhecimento, mesmo assim, consegue-se SEMPRE arranjar alguém que dê uma santa explicação...

 

Por exemplo, se nos dói cabeça - surgem logo umas poucas de explicações.

1- É do  Stress, agora tão na moda e sempre com um lugar de privilégio

2- Estás preocupado (a) com algo. Portanto entra no ramo da psicologia de bolso -  Claro que estou preocupada! Que me doa a cabeça e que não me deixem em paz!

3 - A explicação mais óbvia é: "A culpa é deste tempo.... "- E aqui tanto faz que esteja sol, calor, frio, nevoeiro, tempo limpo,... o tempo é sempre uma explicação válida

 

Se andas distraído e te malhas aos tombos -

1 - É do Stress - Que te faz andar distraído(a) e já nem vês onde pões os pés!

2 - Andas tão preocupada com algo que a tristeza já nem te deixa olhar para o chão...

3- A culpa é do tempo! - Como? - O chão estava molhado porque choveu, ou demasiado seco e escorregadio das areias agarradas às sandálias, ou nevoeiro que faz com que tudo fique húmido e escorregadio, ou esta muito frio e andamos todos engaranhados que até caímos, ou.... talvez já dê para ter uma ideia

 

Se não entregas o trabalho a tempo e horas (como combinado, já agora),

1 - É do Stress - Que não te deixa concentrar nas tarefas todas. É muita coisa para uma pessoa só!!

2 - Andas tão preocupado(a) com algo que não consegues abstrair-te desse problema, que te caiu no colo como explicação mais que plausível.

3- A culpa é do tempo! - Claro! E porque não? Se está um calor que ninguém aguenta e não se consegue trabalhar de jeito!

Ou então: Está um tempo cinzentão que desconcentra completamente até um santinho...

Ou ainda: Este raio deste nevoeiro entranha na alma e nos ossos! Não consigo fazer nada.

E claro que se estiver bom tempo posso lá trabalhar? Há que aproveitar para dar um giro

 

Se cometes algum erro, a explicação é:

1 - É do Stress - Como é que alguém pode não errar com este stress todo?

2- Estás preocupado (a) com algo. -  A preocupação, a tristeza e as manifestações psicológicas são mais que comuns. Um erro não é mais uma manifestação que algo não está bem...

3- A culpa é do tempo! - O tempo... ai o tempo! Se está sol a luz incendeia a vista e não dá para não errar, se pelo contrário, está chuva, chuva é aborrecida, tão aborrecida que até se fica meio entorpecido... e aí? Aí aparecem os erros. Do nevoeiro nem vou falar! Porque esse é óbvio! Com bom tempo está-se mas é longe, a pensar num piquenique ao ar livre... e a concentração voa com a imaginação!

 

Se simplesmente não apetece mexer o rabo do sofá

1 - É do Stress - Anda-se TÃO, stressado que quando se vê o sofá à frente (ou por baixo) não dá nem para mexer um músculo (aqui mastigar não conta!)

2- Estás preocupado (a) com algo. - A preocupação, a tristeza e as manifestações psicológicas são mais que comuns. Demasiada lagartice é sinónimo que se está a chocar alguma. Hummm... o que será?

3- A culpa é do tempo!- Alguém tem vontade de se mexer com o calor? E se chover apetece é estar enroladinho numa mantinha! O mesmo se passa com os dias de nevoeiro. E o bom tempo é para preguiçar!

 

Este Governo só nos dá cabo da paciência

1 - É do Stress -  E juro que já ouvi esta - " Coitaditos, eles estão a fazer o melhor que podem. Deve ser um stress enorme aquelas reuniões todas e terem que pôr tudo em ordem! Eles nem sabem onde hão-de acudir!!!"

2- Estás preocupado (a) com algo - Eles têm os seus problemas e algo pode não estar bem com as suas almas entristecidas. Dá-lhes cabo da mente ter que colocar estas medidas todas austeras! Só Deus sabe como aguentam!!

3- Mas a verdadeira culpa é mesmo do tempo! Que não envia uma grande trovoada, com calor, nevoeiro, chuva e tufões e os põe a mexer para bem longe!!!

 

E eu tento fugir das explicações mas elas perseguem-me! E de quem é a culpa?

É isso mesmo!

 

 

Trivialidades

 

Imagem retirada daqui

 

Hoje lembrei-me de trivialidades e pequenas questões que nos assolam a mente, daquelas que nos enchem o dia (às vezes a paciência...), coisitas simples, que ou nos arrancam um sorriso ou um suspiro ...

 

Por exemplo, qual será a razão de apesar de eu ter a roupa suja num cesto próprio para o efeito, de ela sair dali directamente para a máquina de lavar e desta para o estendal, e de seguida deste para o cesto de passar, porque é que nestas curtas andanças, numa casa onde não há frinchas, nem buracos no chão, desaparecem sempre meias?!? Começo MESMO  a acreditar no monstro papão de meias, e imagino-o com a barriga cheia delas!!

 

Continuando na roupa, irrita-me esquecer-me de lenços de papel nos bolsos de alguma calça, e esta para cúmulo ter ido para lavar com a roupa escura... ao estender fico com um belo espetáculo de roupa sarapintada de papel empastado! Hugggh!!!

 

Lavando roupa suja... alguém me explica o que custa agradecer quando se cede passagem a um carro ou a um peão que resolve passar no local mais esquisito possível? Aqui a simpática faz um sorriso e deixa-os passar e eles não devem gostar do meu sorriso e devem achar que  me estão fazer algum favor e eu é que me esqueci de agradecer. Ou talvez não saibam que podem levantar o braço ou realizar um simples aceno com a cabeça, taditos... Hugggh

 

Já agora que estamos a lavar roupa, também me irrita o ladrar histérico do cão da vizinha, (eu que adoro cães) mas quanto a isso ela já pôs os pontos nos "is", o cão fica lá fora a desunhar-se porque foi um capricho infantil e agora ninguém lhe liga. Quem não conseguir pregar olho que tome um ansiolítico. Huggh!!

 

Outra que eu não percebi é porque é que as crianças, sendo criaturinhas adoráveis e pequeninas, gastam metade de um rolo de papel higiénico quando vão à casa de banho?

 

Uma dúvida existencial que me assola, volta e meia, consiste no seguinte, porque raio de razão é que quando eu estou ao telefone com alguma pessa de escrever um recado que alguém me dita do outro lado da linha e: ou não encontro canetas nem lápis, isto com tanta tralha escolar espalhada em casa... ou encontro canetas mas nenhuma escreve e os lápis não têm ponta! Ou ainda, tudo escreve e tem pontinha mas o raio do papel é pequeno demais e não encontro outro!! Irra!

 

Porque razão eu me ponho sempre, mas SEMPRE, na fila errada mesmo que seja a que tem menos pessoas? É a que invariavelmente encrava !

 

Porque razão todas as pessoas sabem como resolver o nosso problema de saúde parecendo verdadeiros especialistas e tendo solução para tudo! A última foi, "Porque não vais a Cuba?" (!?!) Ok! Planto-me lá, bem no meinho de Cuba e digo alto e bom som "RESOLVAM LÁ ISTO! por favor"

 

Porque é que o pão com manteiga quando cai acaba com a parte que tem manteiga para baixo?

 

E parece que as forças do Universo se unem para manchar de nódoas a roupa toda catita da criançinha!!! E que foi escolhida para "aquele dia especial" ... Huggghhh

 

E assim com trivialidades termino um dia trivial com tentos simples e simbólicos.

 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D