Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Eu tento, mas meu tento não consegue!

Sabendo que nem sempre vou conseguir ir aos vossos espaços, mas nunca vos esquecendo e sempre tentando...

Começou...

 

Já não é de hoje que os cuidados de saúde têm vindo a decair, a degradarem-se. Só não o vê que  está cego, não tem problema de saúde que está a precisar de cuidados, ou então vai à privada.

 

Quem está numa posição de chefia, e não falo das Administrações, têm uma carga de trabalhos. Sei do que falo. É o que vejo. Pessoas a querer gerir os serviços e a não conseguirem porque muitas vezes faltam recursos materiais e humanos. Além disso, há que reduzir o tempo de permanência nos hospitais dos utentes, lembrando que há hospitais sobrecarregados, já que muitas valências fecharam noutros locais havendo uma distribuição de doentes para um hospital mais central. Mas nessa distribuição o número de camas manteve-se e o pessoal a serviço também. Temos pessoal de saúde a fazer carga horária pesada, o que contribui para um maior risco de erro. Ah! E com horas extraordinárias pagas a conta gotas, ou que nem são pagas! Como é o caso dos enfermeiros em alguns serviços hospitalares e ACES  (Associações de Centros de Saúde) e ULS (Unidades Locais de Saúde).

 

Mas há quem comece a ficar farto.  E felizmente alguém finalmente resolve fazer algo. Como é o caso do Hospital de S. João no Porto, considerado um Hospital de referência, alguns de directores de serviços se demitiram (Unidades Autónomas de Gestão de Medicina, de Cirurgia e de Urgência e Medicina Intensiva, Centros Autónomos de Medicina Laboratorial e de Imagiologia, Clínica da Mulher, Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental e Hospital Pediátrico Integrado)

 

E têm o meu respeito! Merecem-no. Porque demonstram que se preocupam com o que fazem!

 

Tentem seguir-lhes o exemplo e ajam! É o que todos deveriamos fazer! Mas não... temos que aguentar, custe o que custar. E penso que isso quer dizer que custam vidas também. Mas afinal é a selecção "natural" a funcionar. Esta é a sociedade evoluída a voltar anos luz atrás!!

E porque não?

Por aqui, os até os touros acham que o serviço público hospitalar precisa de umas marradas para dar certo!

 

Como tal há que colocar cornos à obra e marrar pelo Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Resultado: Dois feridos, vários carros danificados, touro abatido e um enorme susto. De onde é que surgiu o touro é que não deu para entender. Talvez algum utente farto de esperar nas consultas e tentou este tipo de intervenção. Vá-se lá saber. Se calhar já tentou o livro de reclamações sem grandes mudanças. (JURO QUE NÃO FAÇO CRIAÇÃO DE TOUROS!)

 

Um susto quase tão grande como aquele que nos pregam quando olhamos para a nossa conta bancária, mas sem a parte dos cornos e com muitas marradas, com testa a decoberto.

 

E não sei porquê tentei imaginar o que é que um touro assim enraivecido faria lá por determinados locais da capital.... Isto é MESMO mais forte do que  eu bem tento não pensar nisso, mas o meu tento não consegue

 

Olé!

 

 

Imagem retirada da net, obrigada a quem a disponibilizou

 

Ilustrar a saúde

 

Imagem retirada daqui

 

Talvez esta imagem nem precise de legenda, até porque há imagens que valem mais que mil palavras e depois das notícias que saem a público palavras para quê?

Até porque os meus neurónios já não têm forças...

 

O mais engraçado é quando se fecham valências públicas para depois abrir no privado. A sério! Já não aguento tanta irrealidade e surrealidade!!! Estaremos num filme de ficção científica? Haja alguém que TENTE dizer, "CORTA!"

 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D